terça-feira, 31 de julho de 2018

Pós caminho de Santiago

19 de julho de 2018

Depois da tempestade vem sempre a bonança.
O caminho tem o desígnio de trazer sempre ao de cima tudo o que há de profundo em nós, é uma redescoberta pessoal com a qual nos podemos horrorizar ou abraçar.
Da intensidade daqueles dias, que agora já parecem tão longínquos na calma do meu lar, sinto que o peso que carregava nas costas diminuiu. 
O problema não sou eu mas as pessoas que me rodeiam.
Ser diferente não é negativo, ser diferente é ter coragem de enfrentar a sociedade sem nos culpabilizarmos.
Agora que tudo passou o desejo de voltar é imenso e a ideia de fazer o caminho sozinha tem vagueado constantemente pelo meu pensamento.
Não posso dizer que tenha feito o caminho como promessa a Deus mas foi com Deus no coração para acreditar que conseguiria me superar e ser cada dia mais forte.

Gabriela Oliveira
(extraído do meu diário de bordo)



"Não passes pelo caminho, deixa antes que o caminho passe por ti."

Sem comentários: