sexta-feira, 11 de maio de 2018

Que comece as festividades

Ter filhos é do catano.

E eu a pensar que casar tinha dado uma maçada, preparar um processo de adoção um trabalhão, mas isto foi antes de efetivamente me ver no papel de mãe.
Finda a primeira-comunhão da mais nova, quase sem tempo para respirar fundo, entramos na reta final da profissão de fé da mais velha, após meses de preparação hoje oficialmente começamos com os ajustes finais e ensaios para o grande dia.
Só de olhar para a minha agenda fico com suores frios porque esquecem-se que tenho outra cria que preciso de tomar conta e não posso por uns dias ser mãe só de uma.

Decididamente vou cortar os pulsos...

Retirado daqui.

Sem comentários: