sábado, 21 de abril de 2018

8/2018




Título: A mulher é uma ilha
Autor: Audur Ava Olafsdóttir 
Pontuação: 4*


"No final de um dia em que foi deixada - duas vezes - e em que matou acidentalmente um ganso, uma jovem mulher anseia por umas férias tropicais, longe do caos da sua vida. Porém, os seus planos são arruinados pelo filho surdo-mudo da sua melhor amiga, deixado ao seu relutante cuidado. Mas quando o rapaz escolhe os números sorteados num bilhete de lotaria, partem os dois numa viagem de carro pela Islândia, com o porta-luvas atulhado com parte do produto do seu jackpot. O que começa como uma aventura espontânea vai alterar, de modo inesperado e profundo, a forma como vê o passado e como planeia o futuro." retirado de Wook


Para mim...
Uma mulher da qual não me lembro ter lido o nome nenhuma vez durante a história toda, deixada pelo marido, sem casa, nas mãos com o filho da melhor amiga que se chama Audur (surpreendentemente o nome da autora do livro), Tummi que é surdo-mudo mas super inteligente, decide fazer umas férias de verão em Novembro pela ilha, depois de ganhar uma caravana e um prémio de lotaria.
Uma autodescoberta da maternidade, muitas histórias de amor e amantes pelo caminho, humor negro mas ao fim foi uma história cativante por um livro que comprei somente porque gostei do título.




Sem comentários: