quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Eu esperei e esperei


Esperei junto ao candeeiro por ti, a sua luz tremeluzia na escuridão da noite assombrada pelos ramos assustadores das árvores e o piar longínquo das aves da noite.
Tremia enquanto a neve caia em flocos e me molhava, um vento gelado de norte fazia-me cerrar os dentes e questionar quanto mais tempo ficaria ali à tua espera.
Chiu!!
Ouço cascos ao longe, um tiquetar compassado como um ritmo cardíaco e que me aquece desde o interior para fora.
Apareceste de sombrinha preta ao fundo na escuridão, cachecol enrolado ao pescoço e um pequeno pacote pendurado num braço. Sorriste para mim e acenaste e no teu sorriso percebi que estavas feliz por me ver.

(pequeno texto inspirado nas Crónicas de Nárnia)

2 comentários:

Di disse...

Tu escreves tão bem... Uau!!!

Gabriela... disse...

Obrigado maiga!!! Sou fã das Crónicas de Nárnia... um dos meus livros da infância.