segunda-feira, 29 de maio de 2017

[[ 31 dias ]]

Atingi a meta dos 31 dias macrobiótica e, apesar do peso perdido e difícil de recuperar, já noto algumas diferenças significativas:

- ausência das habituais dores de cabeça (as únicas que tive foi por falta de descanso);
- a celulite que ganhei o ano passado durante os tratamentos intravenosos desapareceu e nunca tive a pele tão lisa e firme;
- acne desapareceu (e nos últimos meses era uma constante);
- a queda de cabelo parou (ou isso ou o cabelo curto psicologicamente afeta-me menos);
- as minhas unhas estão fortes e a crescer sem se rasgar;
- o meu corpo está a trabalhar num perfeito relógio biológico;

Mas nem tudo são rosas, e os nervos continuam à flor da pele:

- continuo a sonhar com bolos e bolachas;
- desde que retornei ao trabalho sinto mesmo falta do café (devido à carga social que lhe imputei nos últimos 4 anos, é aquele intervalo só nosso);
- estou farta de cozinhar;
- ando mais cansada e irritadiça (de ter mais trabalho e ter que preparar o que vou comer com muita antecedência);
- odeio trigo sarraceno e está na minha lista de produtos obrigatórios (ando em testes em panquecas mas como não posso usar fermento saem uns crepes mais grossos que levo para o lanche misturados com fruta cozida com uma pitada de sal);
- é uma alimentação cara (ando a juntar talões numa caixa);

Mas 31 dias ainda não é nada e estou confiante que o sacrifício terá resultados!

Sem comentários: