sexta-feira, 28 de abril de 2017

Surreal

Novata nisto da alimentação macrobiótica e passado o stress matinal do "Que vou eu comer??" esperei pela minha hora de intervalo para poder sair de casa (baixas médicas são assim fantásticas) e fui de lista em punho às compras.

Precisava de cebolinho para as minhas experiências de sopa de miso e achei a metade do preço por estar a passar a validade. Volta feita, e nem metade do que precisava levo no cesto, vou para para a caixa.
História do costume "tem cartão", "quer saco"... e quando chega o momento de passar o código de barras do cebolinho a colaboradora joga-o na minha frente para o caixote do lixo informando que tinha passado de validade.

Saliento que o produto estava em excelentes condições para consumo e que o mesmo não se poderá dizer da carne que muitas vezes vejo à venda nos frigoríficos deles.

Isto aconteceu num Continente daqui.

Eu não sou cliente habitual desta cadeia de supermercados por várias razões e depois de hoje menos vezes irei lá.

Sem comentários: