sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Blood problems


Terminar o ano em grande, com uma estadia nas urgências, 2 dias de cama e perder uns litros do "meu precioso".
Obrigado karma por me fazeres iniciar o novo ano sem olheiras e sangue renovado.

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

17/2016



Título: Eclipse
Autor: Stephenie Meyer
Pontuação: 5*

"Ao mesmo tempo que Seattle é assolada por uma série de mortes inexplicáveis e um malicioso vampiro continua a sua busca por vingança, mais uma vez Bella encontra-se rodeada por perigo em Eclipse, o terceiro volume da saga de Luz e Escuridão. No centro de tudo, ela é forçada a escolher entre o seu amor por Edward e a sua amizade com Jacob, sabendo que a sua decisão poderá atiçar a luta intemporal entre vampiro e lobisomem. Com o final do liceu a aproximar-se rapidamente, Bella tem mais uma decisão a tomar: vida ou morte. Mas, qual é qual? " retirado de wook.pt


Para mim...
"You know, Jacob, if it weren't for the fact that we're natural enimies and that you're also trying to steal away the reason for my existence i might actually like you"

sábado, 24 de dezembro de 2016

Doente

Passo um ano inteiro a lidar com "cenas" (adoro usar esta palavra) realmente graves e aguento-me impávida e serena como se não fosse nada comigo, mas basta apanhar um bocado de frio e bater um pouco os dentes para me atacar uma febre daquelas de meter um gigante de cama até ao Ano Novo.

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Sobre o presépio

Beatriz depois de passar uma tarde especada a olhar para o presépio cá de casa:
"- Mas ó mãe falta 1 rei!
- Raios partam os gatos! Dasss.
- Sim, só lá estão 3...
- Raios partam a Rádio Comercial!"

domingo, 18 de dezembro de 2016

Music for my soul



"eu mando em ti e tu mandas na house"

A sério?
Quero o contacto deste gajo, tenho ali um taco de basebol para estrear e ainda não tive oportunidade.

sábado, 17 de dezembro de 2016

16/2016


Título: Uma escolha por amor
Autor: Nicholas Sparks
Pontuação: 5*

"Travis Parker tinha tudo o que um homem podia desejar: um bom emprego, grandes amigos e uma casa de sonho. Não encontrara ainda a sua alma gémea, mas também não sentia a sua falta... pelo menos, até ao dia em que um mal-entendido levou Gabby Holland, a nova vizinha, a bater-lhe à porta.
Gabby também não tencionava sucumbir aos encantos de Travis. Para começar, tinha uma relação estável com um namorado de longa data… e o novo vizinho irritava-a imenso. Mas a animosidade depressa deu lugar a uma cordial amizade, e, aos poucos, a algo muito mais sério. Juntos, vão empreender uma jornada que dificilmente poderiam ter antecipado.
Agora, anos mais tarde, Travis está no hospital, a sua vida despedaçada, o futuro uma incógnita. Ele recorda o passado, todos os momentos que o levaram ali. Se ao menos pudesse fazer com que o tempo voltasse atrás... Pois Travis encontra-se perante uma escolha que ninguém deveria ter de fazer… nunca!
Valerá a pena quebrar a promessa que fez ao amor da sua vida?
Uma Escolha Por Amor é uma lição de vida sobre o poder do amor, da perseverança e da fé. 
" retirado de wook.pt


Para mim...
E eu que pensei que o Nicholas Sparks só escrevia romances quando esbarrei neste livro e em 3 dias li de uma ponta a outra.
Um drama que nos faz refletir sobre até onde vai o nosso amor e quanto isso pode influenciar as nossas decisões mesmo em situações tão difíceis como a morte.
Engraçado como me revi, em parte, na história a nível pessoal, quando o que nos realmente apaixona é que nos faz frente e usando a expressão do filme "azucrina".
Porque o que realmente vale a pena é o que dá trabalho...

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Atenção à navegação

Mas será que ao fim de 36 anos da minha existência ainda não perceberam que eu não tenho qualquer queda para bebés?
A minha relação com esse tipo de criaturas é longe...
Pensando bem só agarrei um único na vida por auto-iniciativa e chegou-me, está bem criado por isso fiz um bom trabalho.
De resto, eu gosto muito de vocês, mas... não me moam com conversas de bebés porque eu dou o fora na hora. (ponto final parágrafo)

domingo, 11 de dezembro de 2016

Music for my soul



"That's The Way I Like It..."

Quando nos damos conta que estamos a cantarolar este refrão a maior parte do dia, todos os dias.

sábado, 10 de dezembro de 2016

Sábado de manhã

Conversa de pré-adolescente ao acordar...
"-Bom dia alegria! Então mãe, acordaste bem disposta ou maldisposta?"
- Bom dia. Para que queres saber?
- É só para saber se posso continuar a conversar ou limitar-me a responder ao que me perguntares..."


Estou a criar um demónio psicopata!

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Novas séries



O espantoso submundo católico por Jud e Law, um papa pouco convencional, inesperado. Excelente história, excelente montagem gráfica e imagem, excelente ator.

American Gothic, apesar de já saber que não vai passar da 1.ª temporada uma vez que não atingiu os objectivos esperados e foi cancelada não entendo a razão.
Uma excelente série de suspense que a cada episódio nos faz questionar quem será o assassino e o seu cúmplice e a cada série as apostas vão mudando.
Com tanta má série que dura temporadas em demasia esta foi morta na infância. 

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Descoberta de fim-ano

Descobri recentemente que partilho o mesmo telhado com o "desbloqueador de conversas" vivo.
Um ser andante com o dom de quebrar qualquer gelo que se instale numa conversa.
Chama-se Joana!

domingo, 4 de dezembro de 2016

Music for my soul




And I told you to be patient
And I told you to be fine
And I told you to be balanced
And I told you to be kind
And now all your love is wasted?
And then who the hell was I?


Pensem...

sábado, 3 de dezembro de 2016

Dia de chuva

Um dia de chuva em tudo condiciona as nossas escolhas e até o modo como reagimos às situações do dia.
Voltei e meia constato que trabalho ao som de uma playlist do Spotify extremamente adequada...


sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Teenagers

A minha tentativa (falhada) de explicar a uma pré-adolescente porque é que os adolescentes andam sempre aos beijos e amassos:
"-Joana, estás a ver a suposta Nancy que te vou dar pelo Natal? Nas primeiras semanas não a vais largar pois não? Com os adolescentes é a mesma coisa, é novidade mas depois passa.
- Ahhh!
(silêncio)
- Mas ó mãe, mesmo assim não deixa de ser nojento."