sábado, 5 de novembro de 2016

Auto-flagelacão

Nada descreve melhor que uma ida ao Continente num fim-semana com 50% desconto nos brinquedos.
Eram precisamente 11h e enquanto eu subia nas escadas rolantes passavam por mim carrinhos tão cheios de caixas e caixinhas de brinquedos que os condutores tinham que se meter em bicos dos pés para os conduzir.
Eu não estava minimamente preparada para o que me esperava.
Hienas de volta de uma caraça, recentemente falecida, de um elefante.
A imagem que guardo da seção dos brinquedos era de uma guerra ou de um campo de refugiados aquando da distribuição de água potável.
Prateleiras vazias...
Qual gazela saltei por cima de uns quantos seres humanos e num salto digno de registo no Livro do Guiness saquei de uma Nancy e fugi dali com todas as forças que ainda tinha.
Os 50% não compensam viver aquilo.
Preferia usar um cilício o fim-semana todo e auto-chicotear-me.



Sem comentários: