segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Pãezinhos do chocolate





De um livro brasileiro que arranjei nos arquivos antigos de uma papelaria intitulado de "Pães, biscoitos & Cia".
Apesar de conter imensos erros tanto em quantidades como no modo de preparo das receitas, aos poucos temos vindo corrigindo e fazendo notas pelo livro.
Estes pãezinhos de chocolate tornaram-se receita obrigatória cá em casa, com ou sem chocolate.

Ingredientes:
- 600 ml leite;
- fermento fresco (49gr);
- 4/5 colheres sopa açúcar (adapto consoante o destino que quero dar);
- 1,100gr de farinha de trigo (até a massa ficar elástica);
- 1 ovo;
- 2 colheres sopa manteiga amolecida;
- 1 gema para pincelar;
- 1 tablete chocolate culinária.

Preparação:
Dissolver o fermento em 150ml do leite morno, um pouco de farinha e o açúcar, mexer até obter uma consistência de papa.
Cobrir e deixar repousar durante 20 minutos.
Depois juntar a restante farinha, o ovo, a manteiga e o restante leite. Amassar bem.
Deixar repousar novamente por 15 minutos.
Dividir a massa por 20 pedaços, abrir cada um deles e colocar 1 quadrado de chocolate (ou 2) no centro, fechar bem para que o chocolate não saia quando estiver derretido.
Colocar numa forma forrada com papel vegetal e deixar descansar por 1h.
Pincelar com a gema batida e vai ao forno pré-aquecido a 180ºC por 30 minutos ou até que estejam dourados.

Nota
Cumprir criteriosamente os tempos de repouso, se exceder a massa fica muito menos fofa.




sábado, 29 de outubro de 2016

Nova série



Cá por casa as séries são grande parte a 2, por isso cedemos sempre um bocadinho.
Ele tem seguido o Izombie" e eu aceitei começar a seguir a "Arma Mortífera" que acabou por ser uma excelente surpresa.
De rir do início ao fim com Riggs e o seu comportamento volátil  e suicida que em nada ajuda ao coração fraco de Murtaugh.
A dupla perfeita!

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Descobertas

Como acordar o único elemento do sexo masculino desta casa sem recorrer a um balde de água ou a um amplificador em alto som.
De pé ante pé mexer-lhe no pacote de bolachas que se encontra na sua mesa de cabeceira, só o barulhinho do pacote o faz abrir um olho...

terça-feira, 25 de outubro de 2016

13/2016


Título: Lembranças Macabras
Autor: Tess Gerritsen
Pontuação: 3*

"Nas caves de um museu de Boston, um meticuloso assassino deixa pequenas mensagens dentro do corpo das suas vítimas. As múmias, quase esquecidas, são afinal vítimas de alguém fascinado pela cultura e pelos antigos rituais de morte egípcios. Maura Isles, médica forense, e Jane Rizzoli, detective, cedo percebem que a chave do mistério reside na arqueóloga do museu, a quem o criminoso parece querer ofertar as mortes. Aliando suspense a um exímio conhecimento médico-científico, Tess Gerritsen constrói um inquietante enredo de sólidas e surpreendentes personagens. Presentes nos seus livros, estas personagens inspiraram a criação de uma série televisiva. " retirado daqui.

Para mim...
Primeiro livro lido desta escritora espantou-me pela sequência da ação, levando-me a reler partes para conseguir acompanhar tanta cena a acontecer simultaneamente. 
Remetendo para um antigo fanatismo histórico meu: Egipto, surpreendeu-me com explicações sobre mumificação e outros rituais de embalsamento.
As personagens do livro, e Rizzoli e Iles, inspiraram uma série televisiva do mesmo nome: Rizzoli & Isles.
Já está na minha lista ver o filme inspirado no livro.

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

9 anos de blog

E ontem este meu pequeno espaço comemorou 9 anos, um seguimento de algo que já existia antes mas tinha deixado de ter qualquer significado para mim.
Como diz a gíria popular "ano novo, vida nova" eu segui-me mais pela máxima "vida nova, espaço novo"!
E assim me mantive, nos mantivemos nestes 9 anos em que tanto aconteceu...

Há 9 anos inaugurei o meu espaço assim.

Hoje celebro a vida, a família, os gatos, o mau feitio, a comida, poder acordar todos os dias...


E há coisas que só vão acabar quando eu morrer, ou isso ou quando a Skynet tomar conta disto tudo!



sábado, 22 de outubro de 2016

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

10-12-2014

10-12-2014 é exactamente a data que está registado no selo dos CTT aquando do envio deste livro e que me chegou às mãos a 04-10-2016.
Uma compra num leilão online andou perdida quase 2 anos quando afinal estava a escassos metros de mim, na caixa do correio de um vizinho que está emigrado.
Qual não foi o meu espanto quando um dia à noite a campainha toca e ele me entrega um molhinho de correspondência, com um sorriso tímido, e pede desculpa por só agora ter visto.
Estupefacta desembrulho e descubro esta raridade que lutei para conseguir comprar e assim completar a minha vasta coleção Twilight.
Enquanto passava a noite absorvida no novidade alguém perguntou como era, eu só respondi que me estava a dar uma vontade avassaladora de ler todos os livros novamente.

terça-feira, 18 de outubro de 2016

Cantinho dos Miaus: Refresh





Quando eu ando numa onda mais "clean" tudo em meu redor começar a mudar e a associar-me mais com o meu estado de espírito.
Este fim-semana resultou em novas etiquetas, novos autocolantes e novas embalagens para envio das encomendas do Cantinho dos Miaus,
E aproveitei a novidade e a última encomenda já segue com a nova cara.

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Amor é...

Uma das nossas filhas nos ir arrumar as meias lavadinhas dentro da gaveta dobradas exactamente como gostamos.

imagem retirada daqui

domingo, 16 de outubro de 2016

sábado, 15 de outubro de 2016

Estive ali a fazer contas...

E constatei que me estão a enfiar diariamente  800% da DDR de Vitamina B6.

Será isto o causador de tanto mau humor junto concentrado numa pessoa tão trinca-espinhas?

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Bodas de Cerâmica

9 anos de casamento...


Todos os anos tentamos fazer qualquer coisa especial, porque cada ano não é senão mais que um vitória.
Um vitória nossa que mesmo depois de morrermos juro que nos vamos andar a assombrar um ao outro.
Há 1 ano atrás desafiei-me e desafiei-o a ele, que tinha medo de alturas, e fomos saltar de avião.
Este ano que eu tinha tudo orientado para irmos fazer Bungee Jump na Royal  George Bridge no Colorado, uma queda de senão mais senão menos que 321 metros e sem paraquedas que nos salve, heis que ele decide ficar todo "entaipado" de uma perna depois de se submeter a uma cirurgia.
Em vez de saltarmos de qualquer lado anda aqui a brincar às múmias paralíticas.
Mas eu sei que raramente digo o quanto gosto de ti, mais facilidade tenho em dizer que te esfolava vivo, mas essa é a minha maneira de te dizer que estás sempre comigo quer queiras ou não.
E há 9 anos disseram que era na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza...

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Really?

Tirar as amígdalas?
Mas não há mesmo mais nada para me dizerem nesta altura do campeonato?
A quem conseguiu recuperar já de diversas maleitas e ainda ando na luta diária (e bem verde) de escapar ao banco da salinha de hematologia para as previstas transfusões de sangue que dizem vou ter que fazer.
Agora dizem-me que vou ter que tirar mais uns extras, que aliás vinham no pacote original, não entendo porque deixaram de estar sossegadas.
Aos 36?
Ninguém tira as amígdalas aos 36! Isto é um pouco vergonhoso demais e eu nem sou fã de comida fria.

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Bolo de leite condensado



Do mais fofinho que fizemos e menos doce que se esperava.
Um ótimo bolo para todas as alturas, até torrado com manteiga.


  • 170g de manteiga 
  • 150g de açúcar
  • 1 lata leite condensado
  • 4 ovos
  • 250g farinha com fermento
Preparar a massa, batendo a manteiga com o açúcar, até deixar de se sentir o granulado. De seguida incorporar 200g do leite condensado e os ovos, um a um, batendo bem entre cada adição. Por fim, adicione a farinha peneirada e envolver bem.
Untar uma forma e polvilhar com farinha.
Levar ao forno a 180ºC, durante cerca de 40 minutos.
Retirar depois de cozido, deixar arrefecer e desenformar para um prato de servir.
Regar com o restante leite condensado (nós saltámos esta parte para podermos levar o bolo para os lanches).

Et voilá! 

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

I can't stop it"



Tem dias que só me recordo desta parte do filme de "Home", quando as palavras me saem em turbilhões e eu simplesmente não sou capaz de as conter.
Quando o que anda cá dentro sai com tom de humor e todos riem, mas no fundo dói e mói e volta a doer.
O humor cura tudo.

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

12/2016


Título: P.S. - Eu amo-te
Autor: Cecelia Ahern
Pontuação: 4*

"Quase todas as noites Holly e Gerry tinham a mesma discussão - qual dos dois se ia levantar da cama e voltar tacteando pateticamente o caminho de regresso ao apetecível leito? Comprar um candeeiro de mesa-de-cabeceira parecia não fazer parte dos planos, e assim o episódio da luz repetia-se a cada noite, num rito conjugal de pendor cómico a que nenhum desejava pôr termo. Agora, ao recordar esses momentos de pura felicidade, Holly sentia-se perdida sem Gerry. Simplesmente não sabia viver sem ele. Mas ele sabia-o, conhecia-a demasiado bem para a deixar no mundo sozinha e sem rumo. Por isso, imaginou uma forma de perpetuar ainda por algum tempo a sua presença junto da mulher, incentivando-a a viver de novo. Mas como se sobrevive à perda de um grande amor? Holly ter-nos-ia respondido: não se sobrevive! Mas Holly sobreviveu!" retirado de wook.pt

Para mim...
Muito para além de um romance encerra uma história de sobrevivência.
Sobreviver sem alguém que amamos na nossa vida, mais que um marido ou namorado, uma mãe ou um pai, filhos, amigos...
Porque existe uma grande barreira entre perdermos alguém porque a nossa relação teve um fim e entre perdermos alguém em que os nossos sentimentos não terminaram e sabemos que nunca mais nos cruzaremos na rua.
A verdadeira vitória é sobreviver e viver novamente a vida e é exatamente o que esta história nos traz.

domingo, 2 de outubro de 2016

Music for my soul



"Master of puppets, I'm pulling your strings
Twisting your mind, and smashing your dreams
Blinded by me, you can't see a thing"

sábado, 1 de outubro de 2016

Bilhete para a Jamaica para 14/02/2017 - check



O gajedo vai-se desunhar, vão dormir em frente aos cinemas para o lançamento, vão haver mortes (principalmente de homens), os restaurantes vão rebentar pelas costuras e eu vou ficar no meu buncker à espera que chegue o dia 15.
Muito possívelmente vamos os quatro dar um pulo ao Macdonald's para comer um Sundae.