sábado, 23 de julho de 2016

Idade de pombo...só faz m****

Já partilhado na rede social mais famosa do momento (por enquanto e a perder popularidade).
Enquanto uns se lamentam da rotina que se apoderou das suas vidas e esperam pacientemente que algo diferente lhes cai dos céus e dê algum alento, eu pelo contrário faço com que os meus dias sejam singulares.
Saio de manhã para o trabalho e depois de uma hora de almoço desportiva e um banho tomado vou almoçar à beira rio como é hábito.
Apanho um pombo ferido que simplesmente não sou capaz de ficar indiferente.
Levo o pombo para o escritório, arranjo sítio para ele ficar à tarde enquanto trabalho, levo o pombo para casa e vou de propósito comprar comida para ele.
Alojado no sótão torno-me numa espécie de babysitter de pombos durante 3 dias.
O pombo morre e eu arrumo os tarecos e parto para uma nova aventura!
Eu podia ser diferente, lá isso podia, mas não era a mesma coisa...

Imagem retirada daqui.

Sem comentários: