sexta-feira, 10 de junho de 2016

08/2016



Título: Malinche
Autor: Laura Esquivel
Pontuação: 4*

"O trágico e apaixonante romance entre Hernán Cortés e a índia Malinalli (a sua intérprete durante a conquista do império asteca), num livro que nos desvenda o mito fundador da cultura híbrida do Novo Mundo e nos conta uma extraordinária história de amor.
Quando a índia Malinalli conhece Cortés, assume que se trata do próprio deus Quetzalcóatl, que regressa para libertar o seu povo. Os dois apaixonam-se loucamente, mas esse amor será destruído pela desmedida sede de conquista, poder e riqueza de Cortés, um dos mais importantes conquistadores espanhóis. Audaz e engenhoso numa época de grandes heróis, Cortés foi o único que chegou a conhecer a fundo os indígenas americanos. O grande valor estratégico de Malinalli, sua tradutora e intérprete, converteu-a numa personagem-chave na colonização da América e nas relações entre a coroa espanhola e os diferentes povos indígenas. A história do México acabaria por reservar a Malinalli outro papel, o de traidora do seu próprio povo, mas as investigações históricas recentes mostram que foi a mediadora entre duas culturas, a hispânica e a nativa americana, e entre duas línguas, o espanhol e o náhuatl.
Com a queda do império Asteca como pano de fundo, Laura Esquível desafia a mitologia tradicional através do retrato apaixonado do Adão e da Eva da cultura mestiça: Cortés e Malinalli." retirado de Wook

Para mim...
Malinche que significa "o amo de Malinalli", assim ficou conhecido Cortés ao tomar como sua Malinalli, sua interprete, enquanto conquistava o México e destruía os seus Deuses substituindo-os por Cristo na cruz.
Uma história de amor histórica sobre o cruzamento de culturas e o derradeiro efeito das conquistas nos povos.
Muito se pode retirar deste romance que se aplica ao nosso dia a dia quando tentamos levar os nossos ideais a avante, impormos, usarmos e abusarmos dos outros...

Sem comentários: