segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

"A vida não é triste, tem apenas horas tristes"

Li esta passagem algures na internet enquanto deambulava, fora de horas, perdida e ficou-me presente não sabendo explicar o motivo.

A morte é uma dessas horas tristes.

Hoje vou enterrar mais uma parte de mim, do que me trouxe ao mundo, do que tenho a agradecer a mulher que sou.



Sou protegida por um exército de anjos da guarda que me têm amparado nos momentos mais difíceis, partilhado as alegrias e limpo as lágrimas.
Avô, és mais um guerreiro ao meu lado até ao fim dos meus dias.

Sem comentários: