terça-feira, 20 de outubro de 2015

21/2015

Nome: Grey
Autora: E. L. James
Pontuação: 5*


"E.L. James oferece-nos uma nova perspectiva da história de amor que enfeitiçou milhares de leitores em todo o mundo, agora narrada pelo próprio Christian, que nos dá a conhecer os seus pensamentos e sonhos.

Christian Grey quer exercer um controlo férreo sobre todas as coisas, o seu universo é meticuloso, disciplinado e profundamente vazio - até ao dia em que Anastasia Steele dá um trambolhão no seu escritório, numa confusão de pernas bem torneadas e revoltos cabelos castanhos. Ele bem tenta esquecer que a conheceu, mas em vez disso é invadido por um turbilhão de emoções que não consegue compreender… e ao qual é incapaz de resistir. Ao contrário de todas as mulheres que conheceu antes, a tímida Ana parece conseguir vê-lo como ele realmente é - um coração frio e ferido que a faceta de génio dos negócios e o estilo de playboy não conseguem esconder.
Será que possuir Ana será suficiente para que Christian se livre dos horrores de infância que ainda hoje o perseguem, noite após noite? Ou será que os seus negros desejos sexuais, a sua obsessão pelo controlo, e o ódio contra si mesmo que lhe preenchem a alma vão afastar Ana e destruir para sempre a frágil esperança que ela lhe oferece?" em wook.pt


Para mim...
Aos olhos de Grey toda uma história de amor lamechas, e até obsessivo, ganha uma nova dinâmica e paixão muito mais ao meu estilo.
O que efetivamente teria passado pela cabeça de Christian quando Ana entrou aos trambolhões naquele dia de fatídico de chuva? A sua luta existencial para entender o que mudou nele, o que ela mudou nele e o que teria ele de mudar para a não perder.
Para quando o derradeiro filme desta versão?

Sem comentários: