terça-feira, 29 de setembro de 2015

[[ OMG ]]


Já tenho ali para ver.
Será que o Tatum tem mais uns quantos músculos para mostrar? (omg)

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Rescaldo de um jantar

Convívio estritamente profissional com aperitivos à mistura e pessoal que demorou tempo a mais na viagem.
Percurso puramente para maiores de 18 devido à linguagem usada e pagamento no fim da volta.
Uma ementa carnívora em que só eu comi peixinho grelhado com legumes.

Resultado...

Consulta de emergência no dia seguinte: 1 dente reconstruído e outro que requereu também intervenção.

Desconfio que o peixe sofria de uma intoxicação por metais pesados e eu, que sou anti estragar comida ,engoli as partes todas do dente que se partiu sem sequer ter tido a noção disso.


domingo, 27 de setembro de 2015

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Coisas que só acontecem em wc’s no Algarve

Entro desembestada no wc de um restaurante, tipo à “faroeste” fazendo a porta bater na parede e tudo, quando me deparo com uma adulta e um miúdo a olharem estupefactos para mim.
Sorri.
A senhora mete conversa comigo de imediato para eu mostrar a tatuagem do pescoço ao miúdo e pergunta o que é, eu sem paciência para explicar o que são animais mitológicos respondi cordialmente que era um pássaro… a criança rapidamente corrigiu-me dizendo que era uma Fénix.
Sorri.
A minha atenção ficou focada a 200% no miúdo, franzino, encolhido entre o lavatório e o dispensador de toalhetes, óculos extremamente graduados e a incredibilidade de como seria possível ele ter acertado no que era a minha tatuagem quando está totalmente diferente das imagens convencionais representadas pairava na minha mente.
A senhora volta a intervir tocando ao leve no meu braço de modo a chamar a minha atenção:
“-Esta criança tem somente 7 anos, mas uma inteligência muito acima da média. Sabe tudo sobre animais.”
Sorri.
Ela continuou:
“-É uma criança muito especial e tem poderes… ela vê anjos brilhantes quando vai à missa!”
Sorri.
Virei as costas e dei de frosques.

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

1.º dia de aulas

O primeiro em que oficialmente sinto que estou embrenhada na onda.
Primeiro estranha-se, depois entranha-se!


Cabelo cortado, calças de ganga e camisa branca
Cada uma ao seu estilo.
Enquanto uma na onda mais justa e menina a outra já numa de rebelde, com calças quase 2 tamanhos acima, dobradas para atravessar as cheias e camisa a ver-se o umbigo.

sábado, 19 de setembro de 2015

[[melamil]]

Dito com uma voz arrastada...

Anos que sofri de insónias, dificuldades em adormecer e heis que descubro esta maravilha dos tempos modernos.
É que nem de umas boas gotas preciso, basta simplesmente lamber aquilo e adormeço no primeiro canto.


P.S. - Mas demorei até descobrir que era aquilo que me fazia adormecer pouco depois das 21h, a mais nova bebe uma colher daquilo e ainda dorme mal, eu lambo o conta-gotas e mal tenho tempo de vestir o pijama.

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Apresentações feitas

Terminaram oficialmente as férias e oficialmente tenho duas filhas lindas na escola.
Foi o verão mais agitado de sempre para todos, em que não paramos um segundo e todas as oportunidades eram motivo para conhecer mais um bocado deste nosso canto.
Admito confirmar a velha teoria que filhos adotados acabam por ficar parecidos com os pais adotivos, é verdade.
Expressões, feitio, até cor de olhos e formato de cara, maneira de vestir, gostos e desgostos.
São mudanças fascinantes que cada dia que passa as tornam mais nossas que do mundo onde estiveram perdidas durante anos.


Todos os dias são dias de novos desafios e para nós está a começar mais um.

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Size matters

E não me venham dizer o contrário porque é pura falsidade.
Eu noto bem a diferença, quer no manuseamento quer no prazer que se tira.
E até os outros nos tratam de maneira diferente, muito mais cordiais …


Há uma grande diferença em eu passar o dia a conduzir um carro ligeiro ou um crossover!

terça-feira, 15 de setembro de 2015

20/2015


Nome: Flashforward
Autora: Robert J. Sawyer
Pontuação: 3*

"O que faria se tivesse um vislumbre trágico do seu próprio futuro? Tentaria mudar as coisas, ou aceitaria que o futuro é imutável? Em Flashforward - Presságio do Futuro, é iniciada uma experiência científica que conduz ao inesperado: o mundo inteiro cai inconsciente por instantes e todas as mentes são projectadas vinte anos no futuro. Quando a humanidade desperta, o caos impera por todo o lado: carros arruinados, cirurgias falhadas, quedas, destruição em massa e um elevado número de mortes. Mas esse é apenas o início. Passado o choque das visões, cada indivíduo tenta desesperadamente evitar ou assegurar o seu próprio futuro vislumbrado… Expondo as perspectivas de várias personagens, Robert J. Sawyer realiza uma brilhante reflexão filosófica sobre viagens no tempo, consciência, destino e o que significa ser humano." em wook.pt


Para mim...

Fã da série do mesmo nome adquiri o livro por curiosidade, e em busca de pormenores que tivessem passado ao lado na versão televisiva.
Qual não foi a surpresa quando consigo em poucas palavras relatar aqui as parecenças entre livro/série: as 2 personagens principais são as mesmas, efetivamente houve um salto temporal e Theo não teve qualquer visão.
Um livro dotado de extrema linguagem técnica (física quântica) tornando-se em grande parte complicado e desinteressante para o comum leitor não conhecedor dos termos técnicos.

"... Antes pelo contrário, é uma parassingularidade inerentemente instável. Agora chamamos-lhe "buracos castanhos", em honra de Gerry Brown. De facto, deveria recuperar a dado momento, com os mesões K a reconverterem-se espontaneamente em eletrões. Quando isso acontece, o princípio da exclusão de Pauli deveria entrar em ação, causando uma pressão maciça contra a degenerescência, forçando aquilo tudo a quase se expandir instantaneamente outra vez. Nesse ponto, os neutrinos deveriam ser novamente capazes de fugir - pelo menos até o processo reverter, e os eletrões voltarem a ser mesões K."

domingo, 13 de setembro de 2015

Dilema existencial pós-férias

Findo o período mais duro do ano civil, que foi menos monótono do que se podia pensar, engendrou-se aqui na minha essência mais uma questão deverás profunda e que merece sentida reflexão.

Que será mais duro e frio?

  1.  Os bancos de espera do Tribunal?
  2. A maca do bloco operatório do Hospital?

Sim, experimentei as duas situações nestes poucos dias e não consegui perceber a diferença.

sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Farta de férias...

Já estou pronta para ir trabalhar.
A minha dose de férias já está atestada.

Algumas das rotinas já começaram para metade desta casa: treinos.
Assim sendo eu e a Joana temos o real prazer de degustar do silêncio e paz enquanto eles vão dar murros e pontapés.
Ela faz km's de TV que raramente vê, esticada no sofá, eu tomo banhos salpicados de eternidade que só fica a faltar escovar a alma.
Ela finge que me liga para o tlm...
Triimm, triim,
Eu: - "Estou? Olá estás boa querida filha?"
Ela: - " Estou querida mãezinha. Está bom o banho?"
Eu: - "Está espetacular! Agora cala-te que estás a estragar o nosso momento de silêncio"
Ela: - "É fixe não é? Eles podiam ir todos os dias!"

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Últimas compras


# O braço esquerdo de Deus
# O sobrinho do mágico

19/2015


Nome: Yoga diário para a saúde
Autora: Howard Kent
Pontuação: 3*

"No inferno da vida moderna, uma pausa para repouso e meditação, alguns momentos em que o seu corpo tentará recuperar o ritmo que perdeu. A grande dificuldade de hoje consiste, precisamente, na sobrevivência a uma sociedade apressada, que, até agora se tem esquecido do homem, impondo-lhe um dia-a-dia desenfreado e esgotante. Ora «Yoga, Diário para a Saúde», livro precioso que constituirá, com certeza, um manual cuja companhia não dispensará, ensina-o a vencer o assalto do «stress», do cansaço físico e mental, recorrendo ao fabuloso ensinamento dos orientais. Ensina-o a conquistar, para si, horas diferentes, num quotidiano sempre demasiado parecido com o dos outros. O yoga não é apenas, uma ginástica: é muito mais do que isso. É um trabalho fascinante de disciplina interior, que treina o seu autodomínio, a sua força de vontade e a sua capacidade de concentração. Graças ao Yoga, o leitor descobrirá possibilidades que desconhecia e um novo prazer de viver."


Para mim...

Uma edição de 1973 com uma abordagem fascinante e mais atual que nunca sobre o yoga e os seus benefícios sobre a nossa saúde.
Abordando temas como lidar com o stress diário, cuidando do espírito, alimentação e uma vasta parte dedicada ao sono (para quem sofre de insónias foi mais que interessante).

"Se esta obra ajudar a convencer alguns milhares de pessoas terá cumprido o seu objectivo - pois estes poucos milhares convencerão uns milhares mais por sua vez, e assim comecerá uma revolução calma."

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Eu quero! JÁ!

Retirado daqui


Pijama minions 
Cuecas pintadas minions √ (meio feitas)
Caderneta cromos minions √ (faço trocas dos cromos repetidos)
Sapatos de salto dos minions... QUERO!

terça-feira, 1 de setembro de 2015

New toy


Ainda não convencida pelos telemóveis a nível fotográfico, hoje de volta à rotina de máquina dentro da mala com a nova compacta que veio habitar para a minha coleção de máquinas fotográficas.