segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Sem pudores

2015 está a ser um ano singular.
Experiências novas têm sido uma constante, tanto a nível laboral, familiar, sentimental e a minha lista de "coisas a fazer antes de morrer" tem vindo a diminuir por um lado e a aumentar drasticamente por outro.
Cada dia que passa, e a idade avança, concluo que ainda há tanta coisa quero fazer.
Hoje orgulhosamente superei-me tanto física como espiritualmente.

Fui trabalhar o dia todo, num saltinho fui fazer uma colonoscopia sem anestesia (inclusive recusei-me a tomar parte da medicação para as dores), fui sem acompanhante e ainda vim a conduzir para casa e fiz as minhas lides domésticas normais.

Daqui a 3 semanas vai ser a endoscopia e posso atestar que tenho a minha biopsia em vida semi-feita. 

O aspeto negativo de tudo isto é que ainda não descobriram o busílis da minha situação clínica.
Mas uma colonoscopia é sempre uma coisa agradável de se fazer quando os médicos não sabem o que andam à procura.

É uma coisa do tipo: "Olha mal não te vai fazer!"

Sem comentários: