sexta-feira, 22 de maio de 2015

11/2015



Nome: Insurgente
Autora: Veronica Roth
Pontuação: 5*


"A tua escolha pode transformar-te - ou destruir-te. Mas qualquer escolha implica consequências, e à medida que as várias fações começam a insurgir-se, Tris Prior precisa de continuar a lutar pelos que ama - e por ela própria.
O dia da iniciação de Tris devia ter sido marcado pela celebração com a fação escolhida. No entanto, o dia termina da pior forma possível. À medida que o conflito entre as diferentes fações e as ideologias de cada uma se agita, a guerra parece ser inevitável. Escolher é cada vez mais incontornável... e fatal.
Transformada pelas próprias decisões mas ainda assombrada pela dor e pela culpa, Tris terá de aceitar em pleno o seu estatuto de Divergente, mesmo que não compreenda completamente o que poderá vir a perder.
A muito esperada continuação da saga Divergente volta a impressionar os fãs, com um enredo pleno de reviravoltas, romance e desilusões amorosas, e uma maravilhosa reflexão sobre a natureza humana.

Veronica Roth foi considerada a melhor autora pelo GoodReads Choice Awards em 2012. Divergente foi eleito o melhor livro de 2011 e Insurgente o melhor livro de fantasia para jovens-adultos em 2012, pela mesma entidade, a única cujas distinções são atribuídas exclusivamente pelos leitores." 
em wook.pt


Para mim...
Insurgente: 
(latim insurgens-entisparticípio presente de insurgo-erelevantar-seerguer-seatacarameaçarinsurgir-se)
adjectivo de dois géneros e substantivo de dois géneros
Que ou quem se insurge. = INSURRECTOREVOLTOSO

"insurgente", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013

De ressalvar que mataram a meio deste 2.º livro a personagem do meu ator preferido do filme 
Um desenvolvimento completamente inesperado e que se estende pelo 3.º e último livro que já estou a terminar a leitura.

Assim supero a minha média de livros lidos dos últimos anos.

Sem comentários: