sábado, 24 de janeiro de 2015

Afinal estava destinado

Há uns meses atrás, após 15 anos de possuir carta de condução, fui protagonista do meu primeiro acidente automobilístico.
Não fui a culpada e a situação teve de tudo caricato, como é o normal na minha vida.
Fui abalroada em pleno movimento por um peão que se meteu à estrada a correr, apesar de eu me ter tentado desviar, veio embater contra mim e amassou-me o carro.

Hoje tristemente soube que o peão em causa suicidou-se...

2 comentários:

Isália Oliveira disse...

Há coisas que quando têm que ser acontecem...tarde ou cedo. Ainda bem que nao foi no teu carro e foi só uns meses depois. Paz à sua alma

Gabriela... disse...

Fiquei chocada na mesma com a notícia.