quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Hope

Prestes a iniciar a minha 4.ª tatuagem, desvendo a minha 3.ª que habita comigo escondida de grande parte do mundo.


Em honra de toda a minha família que morreu com cancro da mama, em especial à minha prima.
Não há dia que não pense nela, nas suas últimas palavras para comigo e que o cancro levou antes de feito 30 anos.
Esperança!
Acho que é a esperança que me faz ser a pessoa que sou todos os dias da minha vida e acreditar que o amanhã será um dia ainda melhor. 

2 comentários:

Rosa Santos disse...

Esperança...é realmente a última coisa que perdemos como dizem. E eu tive tanta até ao fim!
Infelizmente, tal como tu, sei o que é perder pessoas queridas para essa maldita doença. É uma homenagem muito bonita que fazes aos teus. Só quem acompanha o sofrimento destas pessoas que lutam todos os dias contra o cancro compreende o quanto elas merecem todas as homenagens que lhe possamos fazer.

Gabriela... disse...

Obrigado amiga!
Só quem, como nós, lida com a doença sabe a marca profunda que ela nos deixa.
Beijo enorme