segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

O medo

Se eu pudesse selar num frasco e jogar ao mar todo o medo, ansiedade e frustração que tenho sentido em demasia nos últimos tempos pesaria ainda menos.
Sinto que cada passo que dou deixo mais marcado o meu trilho devido a tanto sentimento.
Quero sentir-me leve!
Quero deixar de viver na ansiedade!
A minha vida tem sido repleta de provações, cada uma que consigo ultrapassar é mais um degrau escalado num crescimento que há muito deixei de considerar necessário para sobreviver.


Gostava que a minha vida fosse como o sol a pôr-se: quente, alaranjada e aconchegante!

Sem comentários: