sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Factos

Em mais uma consulta de rotina aproveitei para controlar o peso, juntamente com o médico pude constatar que apenas com pouco mais de 1 mês de tratamento já consigo estar mais levezinha que há 1 ano atrás.




Nota mental: não me pesar mais nos próximos 100 anos, é deprimente eu andar deprimida por peso a menos perto de pessoas deprimidas por peso a mais.

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Dica: condução defensiva

Quem tem problemas de condução agressiva eu tenho a cura!

Obtenham 2 candeeiros de cozinha, compridos, de vidro e semi-embalados.
Acondicionem-nos no banco de trás do carro e experimentem conduzir o dia todo, piso misto, e tentarem não partir aquela porcaria toda!
Eu hoje até para travar sustinha a respiração, eu que já tenho uma condução calma e o mais defensiva possível.

Andar em remodelações em casa tem destas coisas!

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

13/2013

Das minhas muitas metas para este ano ler era uma delas, nascida de uma família de ávidos leitores e do mais variado, irmã de um aficionado igualmente por leitura, recriminei-me durante anos por ter quase abandonado uma das coisas que sempre me deu mais prazer desde criança.
Fã do Tio Patinhas e da Mafalda (a contestária), a história da minha infância foi sem dúvida o Leão e a Feiticeira Branca lido pela noite dentro às escondidas vezes e vezes sem conta.

E lá arrumei hoje o meu 13.º livro deste ano, quando a minha meta tinha sido os 12 para o ano inteiro...


O mais extenso da saga e que de mostrou ser bem diferente do filme com que fomos apresentados.

terça-feira, 27 de agosto de 2013

[[ Tu a mim ]]

Hoje tive a oportunidade de prosar com um exemplar do sexo masculino que foi educado na antiga tradição de que as mulheres é que fazem tudo em casa.
O príncipe chega a casa, toma banho, janta e vai ver televisão!
Senti uns calafrios a percorrer-me a espinha,  uma urticária a despontar ali bem no lado da fénix e a língua a querer-se desenrolar mais do que devia.

Este indivíduo a mim só teria um nome a me chamar para o resto da vida... "ex-mulher"

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Música à segunda

A escolha de hoje foi promovida pelo meu irmão que me recordou umas quantas aquando da sua estadia aqui em casa!



Quem é que é capaz de ouvir e não cantarolar?

sábado, 24 de agosto de 2013

Filmografia

Começo a achar que o problema é meu, é impossível eu categorizar tantos filmes nos últimos tempos como "maus" que devo ser eu que ando com os requisitos altos demais para o "hollywoodesco".


Título: Esquecido
Ano: 2013
Género: Ação/ aventura / mistério
Duração: 124 min.
Realização: 
Joseph Kosinski
Intérpretes: Tom CruiseMorgan FreemanAndrea Riseborough
Ratings : 7.1/10

"Jack Harper é um dos últimos reparadores de drones no planeta Terra. Parte de uma massiva operação para extrair recursos vitais após décadas de guerra com uma terrífica ameaça conhecida por Scavs, a missão de Jack está quase completa. Vivendo e patrulhando os céus, a centenas de metros de altura, a sua existência está prestes a desabar quando salva uma lindíssima estranha de uma nave espacial abatida. A sua chegada desencadeia uma série de eventos que o forçam a questionar tudo o que sabe, deixando o destino da humanidade nas suas mãos." (retirado de http://cinema.sapo.pt)

Para mim...
Quando saiu nos cinemas lia eu uma crítica num jornal local  que referia "filme a fugir"... agora entendo o porquê de tal afirmação.
Como é possível estragar uma história que até tinha por onde ser explorada e ter dado um excelente filme?






Título: Homem de Ferro 3
Ano: 2013
Género: Ação/ Aventura / Fição
Duração: 130 min.
Realização: 
Shane Black
Intérpretes: Robert Downey Jr.Guy PearceGwyneth Paltrow 

"Frente a frente o ousado e brilhante industrialista Tony Stark / Homem de Ferro e um inimigo que não conhece barreiras. Quando Stark encontra o seu mundo pessoal destruído pelas mãos do seu inimigo, embarca numa angustiante busca para encontrar os responsáveis. Esta busca irá testar constantemente a sua determinação. Encostado à parede, Stark terá de lutar sozinho, contando apenas com o seu engenho e instinto para proteger os que lhe são mais próximos. Na luta para regressar, Stark descobre a resposta à questão que secretamente o tem atormentado: o homem faz o fato ou o fato faz o homem?" (retirado de http://cinema.sapo.pt)

Para mim...
Será este o fim do "Homem de Ferro"? Para mim acabaram de assassinar o playboy milionário, personagem da Marvel criada em 1963 que com os anos devolveu uma postura e humor tão vincados que é impossível separar da história.
Neste filme deitaram por terra o invencível, AC/DC deixou de ser a banda sonora (era uma das imagens/sons de marca) e faltou Jon Favreau como diretor (não como personagem).

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

O meu eu


As alturas em que nos sentimos mais fragilizados e ameaçados são as melhores alturas para tratarmos, fortalecermos e mimarmos o "eu".

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Clean Up

Como é que eu faço limpezas de amigos no Facebook?
Muito simples, homens geralmente são os mais afetados, posso até os conhecer e às irmãs e aos pais e amigos chegados... mas no dia em que me mandam mensagens destas:

"És muito bonita. És solteira? (mensagem real copiada do Facebook)

Só tem uma resposta REMOVER AMIZADE


Simplesmente porque odeio pessoas que não sabem ler. 

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Stop, um dia, Hush Hush - 12/2013

Este livro pertencia à minha lista talvez para engordar a minha vasta coleção de "black books". 
Já que tenho uma vasta bibliografia sobre vampiros (fofinhos e não fofinhos), fadas (são sempre fofinhas), zombies (fofinhos e não fofinhos) faltava mesmo eram anjos caídos! 
 Fiz uma pausa na saga Harry Potter e aproveitei um dia em que fui literalmente obrigada a permanecer na posição horizontal de manhã à noite e li este volume em pouco mais de 8h, com intervalos alargados.


"Nora Grey é uma garota extremamente responsável e estudiosa, que sempre faz as coisas certas. Mantendo planos para conseguir entrar numa boa faculdade, Nora vê sua vida mudar drasticamente com a chegada de Patch, seu novo parceiro de biologia, extremamente atraente e misterioso, que parece saber mais sobre sua vida do que ela mesma. Impulsionada a descobrir mais sobre seu passado e sobre seu comportamento misterioso, Nora passa a investigar Patch, e a inevitavelmente se aproximar dele, sem saber que estaria colocando sua vida em risco. Mais tarde, Nora descobre que Patch é na verdade um anjo caído do céu por cobiçar a vida humana, e que aparentemente deseja matá-la por causa de sua descendência Nephilim e ter um corpo humano próprio. No entanto, os dois acabam se apaixonando, o que coloca suas vidas em perigo já que um Nephilim (criatura feita a partir da relação de anjos caídos com seres humanos) deseja vingança com Patch." retirado de Wikipédia

O que achei?
Ri-me, reli várias partes porque adorei, prendeu-me do início ao fim e quero repetir!

domingo, 18 de agosto de 2013

Eu não perco pessoas

Porque realmente elas não se podem perder, não são uma peça de roupa descartável que podemos trocar de todas as vezes que vamos às compras.
As pessoas são de carne e osso, tem alma e sentimentos, força de vontade e muitas vezes uma língua pérfida que as atraiçoa a cada passo/palavra.
Eu não acredito em laços que unam as pessoas para sempre: o laço da amizade é tão forte como o de uma religião, adeptos de um desporto ou qualquer outra comunidade, laços de sangue nem para mim são um laço digno de ser forte, o amor? Eu nunca acreditei no amor eterno, nunca acreditei em almas gémeas, amar não é sermos compatíveis, é sabermos lidar e viver com as incompatibilidades.

Mas porque é que eu tenho passado a minha vida a perder pessoas?
Assemelho-me muito a um cão vadio sem dono, onde não assenta coleira, onde não se dá ordens nem se tenta regrar.
Existem somente 3 pessoas na minha vida a quem sinto a necessidade de dar satisfações e nem essas me as exigem.
Porque é que eu perco pessoas?
Talvez no momento em que elas comecem a questionar: porque vou? com quem vou? para onde vou?
Talvez no momento em que elas digam: não faças! faz!
Talvez no momento em que elas se sintam no direito de julgar a minha natureza e tentar ditar o que sou, quem sou, o que faço, o que digo, para onde vou e com quem vou.

Eu não perco pessoas! Simplesmente deixo que elas se percam a elas próprias e não vou salvá-las...




sábado, 17 de agosto de 2013

Mais um - 11/2013

A meio de Agosto e já elevei a fasquia para 11 livros lidos esta ano.
Estaria a ficar fanática?
O certo é que ando com uma paixão indescritível por sagas, primeiro Os Jogos da Fome, agora Harry Potter e ando a pensar em deitar a mão à coleção do marido da Guerra dos Tronos.


E assim arrumei na estante o 5.º livro da coleção do Harry Potter que foi o primeiro que achei que estava bem diferente do filme.

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

A minha família

Quando a distância nos separa existem pequenas coisas que ganham todo o tempo e espaço quando estamos juntos.
Somos uma família pequena, somos uma família forte que supera a distância, somos uma família que lida com a vida e vê o lado positivo de toda ela... não somos uma família de abraços, não somos uma família lamechas, não somos uma família muito tradicional e retrógrada.
Somos um pai, uma mãe, uma filha e um filho...



Assim ficou cumprido mais um pequeno item da minha lista de pequenas coisas que quero cumprir: uma foto com a minha família.
A minha vida é feita de pequenas listas que vou tentando cumprir, pequenas coisas que fazem com que os meus dias valham todo o esforço. Porque não sei o que me espera o dia de amanhã e tem alturas que sinto cá dentro que ando numa luta contra o tempo e contra a própria vida.
Posso não durar para sempre, mas o tempo que cá estiver quero que valha toda a pena!

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Filmografia: A Lagoa Azul, a triologia

Muitas que leram o título estão a pensar: ela está louca!
Mas não estou e até estou a induzir-vos em erro porque já existem 4 filmes sobre a paradisíaca história das duas crianças que naufragam e vão parar a uma ilha onde crescem, se apaixonam e vivem como um casal.
Para mim até esta semana só existia 1 filme e que é dos poucos filmes que lembro da minha infância, até ter descoberto o remake de 2012 e aí ter visto a luz.


Título: A lagoa azul
Ano: 1980
Género: Drama / aventura / romance
Duração: 104 min.
Realização: 
Randal Kleiser
Intérpretes:   Indiana EvansBrenton ThwaitesDenise Richards 
Ratings : 5.4/10


Título: Regresso à  lagoa azul
Ano: 1991
Género: Drama / aventura / romance
Duração: 98 min.
Realização: 
William A. Graham
Intérpretes: Milla JovovichBrian KrauseLisa Pelikan 
Ratings : 4.6/10


Título: A  lagoa azul: o despertar
Ano: 2012
Género: Drama / aventura / romance
Duração: 85 min.
Realização: 
Jake NewsomeMikael Salomon
Intérpretes: Indiana EvansBrenton ThwaitesDenise Richards
Ratings : 5.5/10

E tudo começou com o primeiro filme datado de 1949...

Para mim...

Depois de esta semana ter visto a versão de 2012 por duas vezes e ter ficado curiosa por haverem já tantos filmes sobre a mesma história, hoje vi estes três para ficar com uma visão mais geral do que se anda a fazer lá por fora!
A versão de 1980 continua a ser para mim a melhor, apesar dos seus 33 anos o modo como exploraram a história, as falas, as imagens continuam a ser das melhores que o mundo cinematográfico nos podia oferecer.
A versão de 1991 não tem qualquer conteúdo, completamente vazia de alma, foi a primeira vez que a Milla me deixou desiludida.
A versão de 2012 intrigou-me tanto ao ponto de ter visto o filme 3 vezes em 4 dias, mais atual, um final diferente para uma história já tão batida e um soundtrack que me arrebatou completamente pela sua alma (podem ouvir aqui)



quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Dias 3,4,5,6 e 7

Passei por um eclipse lá por volta do dia 4 e amanheci ao 6.ºdia ao ponto de ser corajosa o suficiente para aumentar a dose mais um bocadinho.
Hoje descobri que apesar de o Estado comparticipar em 100% na minha medicação a dita é muito dificíl de arranjar, ainda agora comecei e já estou a ter dificuldades em arranjar a 2.ª caixa... dado que vou ter que tomar 2 por mês vou ter um grave problema pela frente.
Espero que a parte pior já tenha passado e que no fim os resultados sejam positivos.
E assim acabou uma saga...

terça-feira, 13 de agosto de 2013

Música de segunda



Esta foi definitivamente a minha música de ontem... estiquei-me ainda não eram 20h e levantei-me no dia a seguir às 7h45!
Estou a ficar velha para farras :)

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Dia 2, uma lua nova

O dia 2 vai ser na verdade a 3.ª noite e já fui corajosa o suficiente para fazer o primeiro aumento da medicação.
Até parece que estou a fazer a subida do Everest e metro alcançada é uma etapa ganha.
Hoje tirando as tonturas e a preguiça extrema posso dizer que até me senti uma pessoa perfeitamente normal.
Confesso que se tivesse em casa parada me ia custar muito mais, assim a trabalhar sempre me vou distraindo.

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Dia 1, o regresso do crepúsculo

Continuando a saga daqui e daqui, o dia "1" já passou e revendo os efeitos secundários efetivamente o único que não tive foi o de estragar a pouca comida que ingeri o dia todo.
Literalmente sinto-me muito satisfeita.
A manhã correu muito pior do que eu estava à espera com tonturas, enxaqueca, tremores, vista turva e claro as belas das náuseas mas ao fim da tarde já tudo tinha passado.
Se amanhã se mantiver assim estou capaz de fazer o primeiro aumento da dose.

Estou capaz de cantar isto a plenos pulmões do terraço do telhado do prédio!

Teorias... dele

- "Mulher com unhas dessas da moda pintadas com cores berrantes fazem-me sempre lembrar atrizes de filmes porno!"

Agora não vou conseguir deixar de rir sempre que for com ele e virmos uma...

http://www.lojadasunhas.com/

terça-feira, 6 de agosto de 2013

A minha vida dava um filme indiano

E diz-me hoje o médico com um sorriso nos lábios:
-"O medicamento é ligeiramente forte, por isso vai começar só com 1/4 da dose diária e vai aumentando conforme vá deixando de vomitar."

Nesta parte eu já tinha deixado cair os tomates pelo consultório adiante.

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Música à segunda

Hoje somente a letra de uma música que amo profundamente e com a qual já adormeci a trautear imensas vezes.


There was a time when men were kind
When their voices were soft
And their words inviting
There was a time when love was blind
And the world was a song
And the song was exciting
There was a time
Then it all went wrong

I dreamed a dream in time gone by
When hope was high
And life worth living
I dreamed that love would never die
I dreamed that God would be forgiving
Then I was young and unafraid
And dreams were made and used and wasted
There was no ransom to be paid
No song unsung, no wine untasted

But the tigers come at night
With their voices soft as thunder
As they tear your hope apart
As they turn your dream to shame

He slept a summer by my side
He filled my days with endless wonder
He took my childhood in his stride
But he was gone when autumn came

And still I dream he'll come to me
That we will live the years together
But there are dreams that cannot be
And there are storms we cannot weather

I had a dream my life would be
So different from this hell I'm living
So different now from what it seemed
Now life has killed the dream I dreamed.


Aqui numa das minhas versões preferidas.

sábado, 3 de agosto de 2013

Filmografia e algo mais



Título: Cinco
Ano: 2011
Género: Drama / Comédia
Duração: 87 min.
Realização: Jennifer Aniston; Patty Jenkins; Alicia Keys; Demi Moore; Penelope Spheeris

Intérpretes:  Patricia Clarkson, Rosario Dawson, Lyndsy Fonseca, Ginnifer Goodwin, Jeanne Tripplehorn 
Ratings : 6.4/10

Uma antologia de cinco curtas metragens que exploram o impacto do cancro da mama na vida das pessoas.

Para mim...
Um filme que em Portugal não teve qualquer destaque apesar de sermos um país que continua a ser devastado pelo cancro da mama. Nomeado para diversos prémios sendo de destacar Primetime Emmy Awards ganhou pelo espantoso drama no Gracie Allen Awards.
Retrata o impacto do cancro da mama na mulher e nas pessoas que as rodeiam, os sentimentos, os medos, como lidam com a situação, os tratamentos, as loucuras e, infelizmente, em alguns dos casos a morte.
Este foi um filme que deixei arrastar na minha lista dos filmes vistos porque precisava de chegar o dia em que senti-se que era o dia de falar sobre ele.

O cancro da mama é algo que infelizmente (mais uma vez) faz parte da pessoa que sou desde há uns anos para cá, tendo casos na família passei para o grupo de risco e desde o ano passado após exames passei a andar na corda bamba todos os meus dias com a doença no horizonte.
Esta semana que se avizinha vai ser o início de um 2.º tratamento que vai decidir em muito o meu futuro.
Engraçado que as poucas pessoas que sabem sou das que mais desdramatiza a doença, os exames a que me tenho submetido e o que o futuro me poderá reservar.

quinta-feira, 1 de agosto de 2013