sábado, 30 de março de 2013

Feliz Páscoa!


Um dos meus coelhos cinematográficos favoritos!

Mudança rumo profissional

Está decidido, se voltar a estudar não vai ser Economia ou Contabilidade mas sim Psicologia.
Descobri que comigo é só tretas e teorias (muitas vezes macabras).
O meu mais recente e elaboradíssimo teste/estudo é averiguar se a música com que acordamos de manhã influencia ou não a maneira como nos acabamos por vestir.
Começa na próxima 2.ª feira e vai começar mais ou menos assim...

Dia 1.º


Dia 2.º


Dia 3.º


Dia 4.º


Dia 5.º


Agora digam-me, em que dia é que vão gostar mais de me ver sair à rua?

quinta-feira, 28 de março de 2013

O princípio do fim

Porque venho eu aqui falar de um filme de 1993?
Porque tem um valor sentimental para mim, foi o primeiro filme que coloquei na minha lista de filmes quando foi criada, por causa dele tive discussões com o marido porque afirmava que eu tinha confundido com a série "Californication" com o mesmo ator David Duchovny.. mas o filme continuou na lista.




Título: Kalifornia
Ano: 1993
Género: Drama / suspense
Duração: 117 min.
Realização:  
Dominic Sena
Intérpretes:  
Brad PittJuliette LewisKathy Larson 
Ratings :  6.6/10


"Brian Kessler (David Duchovny) e Carrie Laughlin (Michelle Forbes) decidem viajar até a Califórnia e fotografar lugares ligados a serial killers. Mas, por estarem com pouco dinheiro, põem um anúncio propondo a um casal dividir as despesas. Só respondem ao anúncio Adele Corners (Juliette Lewis), uma jovem submissa, e Early Grayce (Brad Pitt), um assassino psicopata, que transformará a viagem em um terror crescente." retirado de adorocinema.com


Foi o meu principio do fim de uma lista que faz parte dos meus dias!

quarta-feira, 27 de março de 2013

Serei a única?

Mais alguém anda a experienciar problemas com as aplicações do blogger?
Tipo erros de formulários e afins...
É que ando há mais de uma semana a tentar atualizar a minha lista de filmes (lateral) e não sou capaz porque na altura de gravar diz que tem erros para corrigir.

I'm depressed!

terça-feira, 26 de março de 2013

Mais velho que eu

A semana passada fui comprar loiça aqui para casa, mais propriamente taças de pequeno almoço coloridas porque aqui o gajo limpou-me o sarampo às poucas que tinha.
Qual não é o meu espanto ao ver o jornal onde vinham embrulhadas...



Eu nasci em 1980... em 1978 ainda nem o meu pai e a minha mãe tinham pensado sequer em fazer a minha pessoa!

segunda-feira, 25 de março de 2013

Eu e a Angelina

Hoje acordei com a Angelina no pensamento, a Angelina Jolie estão a ver.
Mais propriamente naquele filme antigo "60 segundos"... hoje andei numa versão muito pessoal da Angelina nesse filme... loira.


sábado, 23 de março de 2013

Ideias perigosas

Quando finalmente eu partilho com ele a minha ideia para pintar a cozinha, ele só me diz isto:
-"Sabes à bocado quando te disse que devias ir ao psicólogo? Mudei de ideias, para ti só mesmo um psiquiatra."

Posto isto, o que vou fazer na cozinha fica no segredo dos Deuses antes que eu seja internada.

sexta-feira, 22 de março de 2013

Me and the book's



Poucas pessoas entendem o quanto fico preenchida quando compro livros.
É uma sensação de plenitude que em poucas alturas consigo sentir, chegar a casa e escolher um sítio para eles na prateleira num alinhamento que só eu entendo.
Existem pessoas que gostam de possuir jóias  sapatos ou roupas caras... eu gosto de ter livros, sentir o cheiro a papel e poder olhar para eles como se fossem o meu maior tesouro.

quinta-feira, 21 de março de 2013

G.I. Joe

Eu ontem na cama às 21h30 a gritar:
-"G.I. JOE! G.I. JOE! G.I. JOE!"
Se não estivesse tão cansada tinha-me metido aos saltos na cama a berrar.
Ele vai lá e pergunta o que raio estou a fazer...
Eu pergunto:
-"Viste o trailer do novo filme do G.I. Joe?"
Ele:
-"Vi, e?"
Eu, de sorriso rasgado:
-"É fixe e tem o Bruce Willis...(e aquele gajo fofinho do The Vow...)



Eu não tenho pancada só uma simples fixação por filmes...

segunda-feira, 18 de março de 2013

Agenda do dia de ontem!









Alguém já teve a oportunidade de ver mulheres a lutar?
É brutal! Só não se matam porque é proibido...

Bem tivemos muito nariz a sangrar, possivelmente um partido, um colega que perdeu mas foi vingado!

sexta-feira, 15 de março de 2013

Geração rasca (não à rasca)

Hoje vou usar uma expressão nacionalmente conhecida para definir uma geração que nada tem a ver com o significado que lhe damos.
Falo de uma geração que tenho vindo a observar, crianças quase todas nascidas no mesmo ano que se tornaram jovens sem força, sem capacidade de sacrifício, sem escrúpulos ou qualquer noção de como é  viver.
Falo de uma geração que nasceu e cresceu na altura errada, em que os pais (também esses culpados) os habituaram a uma vida muito aquém da que tiveram, mas não os souberam ensinar a trabalhar para a manter.
Uma geração frustrada, sem capacidade de fazer o quer que seja da vida.
Uma geração deprimida e como problemas existenciais graves.
Poucos escaparam... e os que escaparam, graças a pilares fortes na sua educação, tornaram-se jovens com sucesso e uma força inestimável. Jovens com o mundo nas mãos.

quinta-feira, 14 de março de 2013

quarta-feira, 13 de março de 2013

Filmografia

Um estado de decadência da minha pessoa, a idade está a dar-me cabo do orgulho... agora dei em ver filmes românticos!



Título: Prometo amar-te
Ano: 2012
Género: Drama / romance
Duração: 104 min.
Realização:  
Michael Sucsy
Intérpretes:  
Rachel McAdamsChanning TatumSam Neill 
Ratings :  6.7/10



Um acidente de automóvel coloca Paige em coma. Quando ela acorda e revela sofrer de total perda de memória, o seu marido Leo não tem outra alternativa senão empenhar-se para reconquistar o seu coração, pela segunda vez.


Para mim...
O título no meu estado normal automaticamente faria-me mudar de canal, mas não meti para ver desde início  e não evitei uns olhos turvos lá para o final do filme.
Um filme baseado numa história verídica em que ele conseguiu voltar a conquistar o coração dela e têm um casamento feliz... mas ela nunca recuperou a memória.
Uma história de amor linda, fascinante, um sonho!



Título: Guia para um final feliz
Ano: 2013
Género: Drama / romance / comédia
Duração: 122 min.
Realização:  
David O. Russell
Intérpretes:  
Bradley CooperJennifer LawrenceRobert De Niro 
Ratings :  8.0/10


Pat Solatano perdeu tudo - a casa, o trabalho e a mulher. Depois de ter passado oito meses numa instituição para doentes mentais, encontra-se a viver de novo em casa dos pais. 
Pat está determinado a reconstruir a sua vida, a conseguir manter-se otimista e, apesar das circunstâncias difíceis da separação, a reconciliar-se com a sua mulher. 
Tudo o que os seus pais desejam é que ele recomponha a sua vida - e que partilhe com eles a obsessão familiar com o clube Philadelphia Eagles. 
As coisas complicam-se quando Pat conhece Tiffany, uma misteriosa e problemática mulher, com os seus próprios problemas. Tiffany oferece-se para ajudar Pat a reconquistar a mulher, mas em troca ele terá de fazer algo muito importante para ela. Este acordo acaba por estabelecer uma inesperada ligação entre os dois e acontecimentos felizes começam a surgir na vida de ambos.  (retirado de cinema.sapo.pt)

Para mim...
Este filme foi eu e ela (a vizinha) numa noite que era suposto não haver homem em casa... muito menos um que quisesse que ouvissem os desabafos dele.
Cada um de nós tem o seu "quê" de loucura (eu sempre achei que tinha problemas psicológicos para além do normal) mas este filme mostrou-me que sou completamente pura da cabeça.
Literalmente descrevia-o como um hilariante filme de doidos que de romance teve muito pouco.

terça-feira, 12 de março de 2013

Uma coisa de promessas

Não sou crente de grandes coisas mas há uns 2 anos prometi uma vela à Nossa Senhora de Fátima (do meu tamanho) se algo que eu queria acontece-se.
Como sou pessoa de pedir e ter, aconteceu.

Como o tempo foi passando achei que estava mais que na hora de cumprir a promessa antes que me caísse um raio em cima ou fosse engolida por um buraco na terra, desloquei-me ao local para ir adquirir a dita e cumprir assim a promessa já quase passada de validade.
E até nestas situações se aprende que nisto das promessas os santos são esquisitos.
Pelos vistos a Nossa Senhora de Fátima não aceita pagamentos abaixo do prometido, neste caso eram 3 cm de vela...
Ia eu toda lampeira com uma vela de 1,60m na mão e levei uma chamada de atenção que promessas ou era do tamanho exacto ou mais (não se pode ficar a dever).
Ora limparam-me mais uns cêntimos e lá fui eu, cabisbaixa, a arrastar uma vela de 1,70cm porque não queria que a Santa me mete-se na lista negra.
Parece que um jovem à minha passagem questionou-se: Para quê uma vela tão grande?

Se eu tivesse ouvido tinha respondido... "se tivesses a minha vida sabias!"

Ora paguei a promessa e estou em crédito com 7cm de vela, quem quiser aproveitar é só dizer!

foto retirada daqui

segunda-feira, 11 de março de 2013

Vida deprimente, a mim vida deprimente

Cosmos,

Peço do fundo do meu ser que me dês uma vida 100% do contrário daquilo que tenho.
Peço uma vida deprimente, sem filmes cómicos, sem o gajo, sem os amigos e sem o trabalho que gosto... uma vida que me faça andar séria todos os dias.
Já não aguento mais isto!

Por favor!!!



É que por este andar não ganho para os cremes anti-rugas e séruns para disfarçar as rugas de expressão que cada vez mais se notam por eu andar sempre a rir-me às bandeiras despregadas.
É aqui mesmo nos lados da boca e nos cantinhos dos olhos.
Se tivesse uma vida deprimente não esforçava os músculos e estava aqui linda e maravilhosa...

sexta-feira, 8 de março de 2013

Sonhar ainda não paga imposto

Se eu um dia naufraga-se e pudesse escolher o outro naufrago (sim, porque naufragar sozinha não tem piada nenhuma!) escolhia este rapagão...



Ai Jai, Jai, a ilha ia ser pequena demais para me fugires!
Anda cá docinho de coco...

quinta-feira, 7 de março de 2013

Filmografia




Título: The iron lady
Ano: 2011
Género: Biografia / drama / história
Duração: 105 min.
Realização:  
Phyllida Lloyd
Intérpretes:  
Meryl StreepJim Broadbent e Richard E. Grant 
Ratings :  6.4/10 



"A Dama de Ferro conta a comovente história de Margaret Thatcher, uma mulher que quebrou as barreiras de género e classe para ser ouvida em um mundo dominado pelos homens. A história diz respeito ao preço que se paga pelo poder, e é um retrato surpreendente e íntimo de uma mulher extraordinária e complexa.
O foco principal do filme, é o cenário da Guerra das Malvinas, em 1982, quando a Inglaterra declara guerra a Argentina." retirado de Wikipédia

Para mim...
Superou todas as minhas expectativas.
Esperava um filme mais político e histórico e revelou-se uma envolvente história humana do que estava por detrás da tão poderosa Dama de Ferro.

quarta-feira, 6 de março de 2013

Mu, Muuu, Muuuuuuu

As vacas para mim são o mesmo que são para os indianos: sagradas!
É animal que pode morrer feliz de velhice que eu nem estou aí.

Só existe uma pessoa à face da terra com capacidade intelectual para me fazer comer um bife de vaca: o meu pai.
O meu pai e o cabo da faca ( se é que me entendem), há coisas que nem quando temos 30 anos respeitam.


terça-feira, 5 de março de 2013

Comida sem sal não mete piada nenhuma

E o médico disse: "Gabriela, já tens 30 anos!"

Eu apeteceu-me ir fazer o testamento e arrumar as botas a um canto já...

segunda-feira, 4 de março de 2013

sexta-feira, 1 de março de 2013

Ler à linha

Já vou com um livro de atraso ao que me propus para este ano, final de Fevereiro e ainda só um livro arrumado.



"Ele era Perseu, o filho de Zeus e Danae, nascido em desgraça, exilado para perecer no mar, sujeito a sobreviver por um capricho celestial - até que conheceu o seu amor, desafiou os deuses e atreveu-se a combatê-los ou a morrer...
Ela era Andrômeda, escravizada pela sua própria beleza, que fazia inveja aos céus e que também trouxe uma maldição à sua cidade, ao seu lar, ao seu coração... até que Perseu aceitou o desafio do próprio Diabo, respondeu à adivinha fatal e montou o seu cavalo alado, Pégaso, para reclamar o seu amor e desafiar o último dos Titãs, armado apenas com uma mão ensaguentada, um encantamento de feiticeiras e uma cabeça decepada..."


Único inconveniente a apontar era ser um livro de bolso, letras bem miudinhas!
Mas comprado em 2.ª mão por uma bagatela foi um achado, adorei.
Não fosse eu uma fã do fantástico.