segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Sobreviver a 2012?

Simplesmente coisa de meninos isso de sobreviver ao fim do mundo em 2012.
Depois do que vi e passei este fim semana juro que acredito no fim do mundo.
Ora um bocado da fachada do prédio caiu, a clarabóia da garagem mudou-se para o terreno ao lado, o jardim foi para a minha varanda, as telhas gostaram tanto do vento que se partiram a rir... e eu sai à rua no meio daquela ventania.
Só pensei na minha vidinha se por acaso a coisa corre-se mal e eu desse razão à maior piada que me fazem pelo meu peso pluma:"Qualquer dia voas com o vento!"
Ainda consegui cortar um dedo com um bocado da marquise de uma vizinha que resolveu  descer os 3 andares e vir visitar o terraço.
Conclusão: e havia pessoal que não queria um seguro do condomínio... malandrecos!

1 comentário:

Cartas a Si disse...

O tempo realmente anda mesmo um caos. Por aqui, sábado, também tivemos direito a voos imprevistos e corte de energia o dia todo.