terça-feira, 22 de janeiro de 2013

[[ O fim ]]





Hoje, enquanto a tempestade "2" deixou, finalmente vi o fim da novela que fiz questão de assistir dada a marca que tem na minha vida desde que os meus pais me decidiram chamar de Gabriela.
Infelizmente não assisti à primeira versão mas fiz questão de quebrar os meus tabús com as novelas (que ao assisto, aliás nem costumo ver nenhum dos canais nacionais) e diáriamente lá me sentei à espera para ver mais um capítulo.

Adorei a história e o livro já espera ali na parteleira, é um da minha lista deste ano.
Quanto à novela dou os meus parabéns à Ivete Sangalo que desempenhou para mim o melhor papel de toda a novela e descoberta do jeitoso ator Mateus Solano que juro que se fosse espetadora assídua de novelas era sua fã incondicional.


"Eu nasci assim, 
eu cresci assim e sou mesmo assim. 
Vou ser sempre assim.... 
Gabriela... 
Sempre Gabriela!"

1 comentário:

Cartas a Si disse...

Eu adorei o livro, mas também sou suspeita porque gosto muito de Jorge Amado. Assisti a alguns episódios da novela e acho que a adaptação foi bem conseguida, mas é claro que o livro tem outro encanto e outra riqueza.