sábado, 10 de novembro de 2012

Finita

Fim-semana, o meu período de limpezas interiores e exteriores, reflexão e alguns saltos para arranjar espaço para a próxima que já se avizinha.
Cada semana que passa é tipo uma refeição pesada de difícil digestão, que precisamos de um jejum para conseguirmos voltar a comer.
Desta semana levo uma grande bagagem, desilusões, receios, novidades, necessidade de força extra, raiva, amizade, sensatez... mas tudo acalma quando ao fim do dia volto ao meu canto e às minhas coisas.

Pela primeira vez na minha vida refleti que tenho medo de envelhecer, desatou a apitar um despertador que tenho no peito e me fez olhar para o espelho e ver que de dia para dia estou mais velha.
Não quero envelhecer!
Tenho medo de chegar aos 50 anos e que aquele fio que faz com que eu seja quem sou se desligue e passe a fazer e dizer barbaridades, como tenho visto a acontecer com muita mulher que conheço.

Esta semana comecei uma luta: ou encontro um exilir da juventude ou mato-me antes dos 50...


(já faltou mais)



2 comentários:

Isália disse...

Sim amiga, também já cheguei a essa conclusão...Acho que não é dos 50, mas sim dessa coisa que se chama menopausa (que ocorre mais ou menos na mesma altura), ou então as duas coisas juntas ainda tornam as coisas piores. Olha, que também tenho assistido a muita coisa de jogar as mãos a cabeça, mas nada que se compare a algumas coisas que tenhas assistido. Quando o meu filho tiver 20 anos eu terei 50, penso muitas vezes no que lhe vai calhar na rifa, mas penso que não. Tudo advém do facto de como somos educados e de como levamos a nossa vida. Há coisas que para nós é intolerável e que para outros é a coisa mais natural do mundo e vice versa. Vai na essência de cada um. E nós, temos uma essência boa que tem esse tal elixir que tu procuras :)

Marilena disse...

Lindinhanão sejas assim :-)
Ainda nem 40 tens! Além disso velhos são os trapos.
Os 50 são tão giros, tenho quase quase 55 e estou pronta para as curvas. Beijinhos

Marilena