segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Estranha eu?

Ás vezes dou por mim a pensar que sou uma rapariga estranha, nos meus laivos de lucidez compreendo porque muita gente reage comigo como se eu fosse exactamente isso: estranha.
Quando pensam que eu direi 1 eu digo 28...
Quando pensam que eu me irei retrair é quando me saiu com a maior tirada...
Quando pensam que estão a agir comigo de acordo com aquilo que pensam que devem agir normalmente acabo por os embaraçar.

Não condeno ninguém por muitas vezes não saber lidar comigo, acho que nem eu sei.

Eu sou estranha e faço coisas estranhas... como ficar horas ao pc com os auscultadores enfiados (tenho uns daqueles à DJ com "dobly sorround" e um cabo de uns metros para poder andar pelo escritório à vontade sem os tirar) mas adiante, ora passo horas com eles enfiados e ligados ao pc enquanto trabalho e para aí 75% das vezes não tenho música ligada nem nada que se assemelhe. 

Simplesmente gosto de ter as orelhas aconchegadas!



Eu estranha? Não...

Sem comentários: