quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Explosão de raivas internas

Fico feliz por as pessoas que me conhecem não darem asas a dramas quando eu encarno o diabo.
Acho que os vizinhos que me vêem pensam que eu me alimento de substâncias psicotrópicas  e que deveria ser digna de internamento num qualquer hospital psiquiátrico de renome deste país.
Num dia tenho a varanda cheia de verduras comestíveis, outras a crescer e já em flor e em segundos arranco tudo, despejo a terra no terreno ao lado, desapareço com os vasos e sinto-me a pessoa mais feliz do mundo.


De momento comestível nesta varanda só se for mesmo a erva dos gatos!

3 comentários:

Janine Bettencourt disse...

Um destes dias ainda tens a PJ a bater-te à porta! lol

Gabriela... disse...

A PJ não digo, mas uns enfermeiros jeitosos com um colete de forças para me enfiar até agradecia!

Cor de Chá disse...

Quando a cabeça não tem juízo, as verduras é que pagam :p