quarta-feira, 6 de julho de 2011

Um pouco de doce à minha alma

Ontem tive um dia tão fantástico que me permiti ir para a cama cedo (quase que com as galinhas) para reflectir sobre os acontecimentos passados.
Salva-me a minha boa disposição para conseguir levar tudo na desportiva mesmo quando ouvimos coisas do tipo "desculpe mas não encaixa no perfil de pessoas que procuramos mas vamos ficar aqui na mesma com o seu currículo".
Ora eu não encaixava no perfil deles por 3 razões que foram bem explicítas:
1.º Tenho mais de 30 anos e não tenho filhos (esta foi muito sádica!);
2.º O marido trabalha no mesmo ramo que eles (concorrência?);
3.º Estou a trabalhar na função pública, por isso estou mal habituada e passo o dia sem fazer nada...

Infelizmente neguei a minha essência e não dei resposta, por incrível que pareça (foi mais por respeito a quem me mandou lá).
Resumindo para ter lugar naquela empresa preciso de um rebanho de filhos, ter o marido desempregado para poder ficar a sustentar a maralha toda.

Salva-me a minha querida Isabel que me manda uns frascos de doce para quando ando mais azeda... tipo agora!

Estou indecisa qual vou abrir... mas o de melancia e gengibre está-me a dar curiosidade!

2 comentários:

Cartas a Si disse...

Este país vai mesmo de mal a pior. É uma tristeza!

O que me alegrava eram esses docinhos da tua amiga. É de nos deixar a salivar! Esse de melancia deve ser delicioso. Logo me contas.

Cor de Chá disse...

Oh para eles, tão fofinhos. Vais passar a ser a minha fotógrafa oficial hehe :) Depois diz se gostas :) Preciso de feedback!

E quanto ao resto, anda tudo doido!