domingo, 8 de maio de 2011

Após 1 semana

Já passou 1 semana de serviço comunitário (como lhe chamo) e não podia ter tido a melhor sorte de ter conseguido ser seleccionada para ir para o Fisco.
Sempre fui amante de papelada e ali temos aos montes, programas informáticos ao gosto do freguês e o privilégio de ter a minha secretária juntinho à janela num cantinho e com muitas flores por perto e sol com fartura.
Apesar de todo o mal que me tem feito estar em casa, que sinceramente ainda não recuperei fisicamente (as enxaquecas continuam e em 3 semanas continuou a ter que fazer o tratamento) sabe-me pela vida estar ali.
Não é futuro, é apenas uma passagem, infelizmente! Mas aproveito cada segundo para aprender!
Hoje enquanto lia no blogue de uma amiga sobre as decisões que tomamos na vida e nas indecisões que muitas vezes nos transbordam tenho refletido muito sobre isso e no quanto espero não me arrepender dos "nãos" que tenho dito nos últimos tempos com esperança que existe algo melhor para mim algures por aí.
Ainda esta semana li num jornal online que mais vale ser desempregado que ter um trabalho que não nos faça feliz e nos preencha, é por isso que tenho lutado, mas o medo não pára de me criar borboletas na barriga!

3 comentários:

Patricia disse...

Muita sorte =)

O Diário da Nossa Paixão disse...

Concorco plenamente! Eu felizmente trabalho no que gosto com pessoas que adoro num ambiente nem sempre bom, mas bom no geral. Porque nem tudo é um mar de rosas. Fazes bem em tentar aprender o máximo que puderes pois todos os conhecimentos são bons e podem ser aplicados noutros sítios. E quem sabe até pode ser que fiques por aí! Era bom não era?

Isália disse...

Miga, como te entendo...nesta fase da minha vida, penso que não foi isto que tinha idealizado quando decidi rumar sozinha e abandonar a asa do pai e da mãe. no entanto páro para pensar...as decisões poderiam ter sido outras, mas as pessoas que tenho ao meu lado e que surgiram na minha vida, teriam de ser as mesmas...Não seria a mesma coisa... por isso, se decidimos escolher este caminho, foi porque teve de ser...e o tem de ser tem muita força...e Nós..temos cá essa força, para aprender coisas novas e para ultrapassar todas as dificuldades que nos sejam impostas :) jinhos