quinta-feira, 24 de março de 2011

Caso de vida ou morte

Isto de ser doméstica é d'um camandro.
Nunca fui de mariquices ou merdices e afins, agora que estou em casa ando a ficar cheia de "aí não me toques que me desafinas". É ranhoso isto.
Espetou-se-me nas ideias que precisava urgentemente de um saco de pasteleiro, caso de vida ou morte.
Para quê não sei! Acho que é influência de tempo livre a mais gasto a ver revistas e sites de culinária e a fazer doces que dão sempre errado. Eu continuo a dizer que os mato pela persistência.
Ora chegou ao ponto que quase que o gajo disse: "Compra lá o raio do saco de pasteleiro!"

Já comprei, por isso já não vou morrer (pelo menos por agora) e já está ali na gaveta guardadinho.

Sou uma mulher feliz!

Imagem retirada daqui.

1 comentário:

albana disse...

acho que domestica tem direito a estes devaneios...e saco pasteleiro acho muito bem.
E formas de queques não? Eu ando doida para comprar formas de queques!

bjinho