quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Dualidade de sentimentos

Sinto-me confusa com aquilo que sinto, como poderei eu depois de uma excelente noticia me sentir assim tão triste?



"Não há alegria neste mundo tão privilegiada, que não pague pensão à tristeza."

António Vieira

2 comentários:

Janine Bettencourt disse...

Não conseguimos nunca entregar-nos à verdadeira felicidade. Tenta... tenta não ter medo ;)
Beijo,
Jana

Poetic GIRL disse...

Às vezes isso acontece-nos... não precisa de haver explicação lógica, é assim apenas que o sentimos. bjs