sábado, 11 de dezembro de 2010

Pensamento de sábado à tarde...

"My life is not perfect, I think nobody life is perfect!"
Apesar de tudo posso considerar que tenho tudo o que quero, com os anos achei um pequeno lugar onde tento encaixar tudo o que sou e o que tento ser na vida.
Ganhei o respeito dos homens e aprendi a parecer bonita aos seus olhos. Como já referi um dia aprendi a ser graciosa e a deambular entre estes seres andantes de modo a que notem a minha presença ou não... depende da minha disposição.
Casei, é um facto.
Mas ao fim deste tempo todo e apesar de feitios tão diferentes continuamos a respeitar as diferenças um do outro. A liberdade é um bem precioso demais para ser desperdiçado em vão.
Mais do que nunca considero sagrado os pequenos momentos que disponho sozinha, poder dedicar-me aos meus pensamentos e a mim.
Sou egoísta sempre o fui, a vida tornou-me assim, prefiro a solidão aos amigos.
Prefiro dias fechada em casa a 1001 telefonemas a desafiar-me para algo.
Por vezes acho que nunca encaixei neste mundo, sempre senti que andava aqui a tropeçar e deambular, mas esforço-me e acho que o meu esforço tem sido o meu sucesso para ser aquilo que sou...




(escrito após quebrar o jejum de mais de 1 ano e beber meia garrafa de vinho do Porto (a minha bebida preferida). Possivelmente vou parar ao hospital nos próximos dias mas que se lixe.)

3 comentários:

Janine Bettencourt disse...

Não sei porque raio inventaram a palavra perfeição, se não há nada perfeito!

Cor de Chá disse...

"Por vezes acho que nunca encaixei neste mundo, sempre senti que andava aqui a tropeçar e deambular (...)"

É isso mesmo.

Tu "meteste-te nos copos". Eu vou para a cama. Sim, às 20h de sábado. Mas a frustração que tenho comigo hoje só me pede que durma e esqueça.

Gabriela... disse...

Janine eu acho que a perfeição é palavra que nunca teve uma definição concreta, muitos utilizam-na sem saber realmente o que significa!