domingo, 5 de dezembro de 2010

Como uma verdadeira fã

"Sometimes we discover things in the most unexpected ways" e muitas vezes ao contrário.
Mas tudo é como um cabo eléctrico, conduz energia aos seus extremos não interessa em qual comece, assim foi comigo.
Descobri a partir de um filme, parti para os outros, ingressei nos livros e hoje acabei de ler um "draft" escrito por ela no âmbito da saga Twilight.


Para os fãs (como eu) aconselho a lerem o projecto "Midnightsun" que podem descarregar directamente do site da Stephenie Meyer, um projecto de livro escrito sob o ponto de vista de Eduard Cullen.

Não sendo má língua ou provocadora, mas se os livros tivessem sido todos escritos no ponto de vista dele teriam sido muito mais interessantes. Antes os dilemas de um vampiro de 17 anos apaixonado por uma humana que os de uma humana, frágil e normal, apaixonada por um vampiro.

Pode já ficar na lista para o Pai Natal: NómadaDanças Malditas e (the last but not the least) A Breve Segunda Vida de Bree Tanner.

1 comentário:

Janine Bettencourt disse...

Só espero que rapidamente Midnight Sun deixe de ser um esboço.
A ansiedade já deixou de ser como no início quando acabado um livro se tinha de esperar que saisse o outro, mas ainda sofro um bocadinho.
Os filmes não me fascinam tanto, gosto de ver, mas acho sempre que ficam àquem das minhas expectativas.