terça-feira, 30 de novembro de 2010

[pensemos]



Quando é que vamos aprender a agradecer a vida que temos?
Será que vamos passar toda uma vida a "desejar", a "amargurar"?

Seremos poucos a aprender a agradecer e realmente a viver...

1 comentário:

Janine Bettencourt disse...

É impossível ficar indiferente a este testemunho de vida, contudo, não passa disso mesmo, um testemunho.
Certamente este homem já passou por grandes dificuldades e a sua força ajudou-o sempre a superar, a torna-las insignificantes. Ainda assim, não creio que possamos pegar na história de uma vida e pensar: "De que me estou a queixar? Ele não tem braços nem pernas e sorri, eu tenho de sorrir também!". Não podemos viver com o mal dos outros, não será isso uma grande injustiça para com essa pessoa? A velha máxima do "há sempre alguém pior do que eu" não pode pegar, é horrível, de uma crueldade imensa!
Desculpa, é só o meu ponto de vista. Eu quando tenho algum problema tenho de subir o elevador por mim, se pensar nas dores dos outros ainda me sinto pior.