sábado, 2 de outubro de 2010

Não há...

Não há escuridão que dure para sempre.
Não há amor que não resista eternamente se não for alimentado.
Não há elogio que não se eternize se não for defendido.
Não há beleza que perdure.
Não há saúde que vença a morte.

Mas a mágoa é eterna...

2 comentários:

Patricia disse...

roubei e publiquei no facebook...

beijos

Gabriela... disse...

Linda estás à vontade... foi um desabafo de coração.
Mais sentido é impossível!