segunda-feira, 14 de junho de 2010

Today was the day

Poderia contar aqui o que sinto, o que penso ou simplesmente o que me tem feito andar nestes últimos tempos.
Mas não me apetece. Prefiro calar as lágrimas que chorei, as horas que passei acordada durante a madrugada, o quanto desesperei em silêncio para sair de uma vida que não era a que queria para mim mas infelizmente aceitei.
O destino tem caminhos curtos e longos e eu acabo sempre por escolher os mais longos e sinuosos... talvez os em que se aprende mais.

Hoje pela 2.ª vez na minha vida despedi-me, deixei algo que todos tomavam ( e me tomavam a mim) como certo e mais uma vez deixei bem claro que eu sou aquilo que penso.
Que eu defendo e não volto atrás, que não sou influenciável como já fui em tempos, que odeio injustiças e abusos de confiança.
Basicamente tudo se resumiu a abuso de confiança e isso em mim não tem lugar.
Hoje finalmente pude dizer basta, mais tarde do que eu quis, mas por vezes temos que saber esperar.


Hoje posso dizer que cheguei a casa e senti-me livre...

8 comentários:

Cor de Chá disse...

Conheço a sensação! Boa, miúda! É daqui para cima ;)

Poetic GIRL disse...

Que bom querida, agora é olhar em frente, arranjar coragem para enfrentar tudo! O que fica lá trás não interessa mais, para a frente é que é o caminho! bjs

Gabriela... disse...

P/ ISABEL,
É uma sensação que nem sei explicar... de passarinho livre!
Basicamente descrevo a minha vida no último quase 1 ano e meio como uma prisão...

Gabriela... disse...

P/ ANABELA,
Desenguiçou finalmente, estava difícil.
Ainda esta semana começo noutro lado, vida nova!

Marilena disse...

PARABÉNS!!!!
Custou mas foi. Boa sorte para o que aí vem. Beijinhos

Eu disse...

è sempre bom mudar, quando nao nos sentimos bem, e se já tens onde começar novamente, melhor ainda, felecidades

Isália disse...

Eu que acompanhei de "perto" os teus desaires lá naquele teu trabalho tenho a dizer te que melhor noticia nao podia ter recebido. Que se abra a janela da mudança, de uma mudança para melhor,mas principalmente porque sabe bem mudar de ares. O que admiro em ti é que sabes ver quando nao tas bem num sitio, ou admitir quando te arrependes das tuas escolhas. Esse é o principal passo a dar para seguir em frente. Boa sorte amiga, sabes que estou contigo :)

Cartas a Si disse...

Olá amiga. Não sabes como fico feliz por ti. Não há nada pior do que estarmos a trabalhar num sítio em que não nos sentimos bem e em que não nos dão o devido valor.

Muita sorte para este novo emprego, que ele te traga tudo o que mais desejares.