sábado, 8 de maio de 2010

Quem não está entre nós

É estranho acordar a pensar em alguém que já não está no meio de nós.
Ontem aconteceu-me isso!
Acordei a pensar nele, seria o dia dos seus 30 anos, mas não os pode celebrar.
Tínhamos apenas 1 semana de diferença, penso que as nossas mães até deverão se ter cruzado umas quantas vezes no centro de saúde antes de depois de nascermos.

Sempre achei que era parecido comigo, baixinho, carinha redonda, caladito (como eu era há uns anos), bom rapaz, bom coração, amigo do seu amigo e foi durante muito tempo o meu companheiro e grande amigo.

Serei assim tão cruel por lembrar do dia de aniversário dos mortos e nunca me lembrar dos vivos?

Ontem seria o dia dele, não tivesse o coração dele o traído e levado tão novo.
Só uma vez passei pela campa dele no cemitério e doeu cá dentro ele não estar a viver o que eu vivi até agora... que vou fazer os meus 30 anos!

2 comentários:

Cartas a Si disse...

É normal nestas alturas fazermos um balanço da nossa vida e, quer se queira quer não, acabamos por recordar algumas pessoas que foram importantes para nós e que já partiram. A vida é mesmo assim, há uns que partem mais cedo e nos deixam o coração cheio de saudade.

Poetic GIRL disse...

Infelizmente há vidas que são ceifadas cedo demais... uma beijoca querida e força.... a gente lembra-se de quem nos marcou, de quem sentimos a falta... bjs