terça-feira, 16 de março de 2010

Um caso de luz

Tem dias que não me apetece escrever, sinto-me inundada de um stress e raiva que não compreendo ou tento não compreender.
Hoje desejei que os telefones não tocassem, que as pessoas não falassem e que grande parte do que me rodeia não existisse... vim para casa e o desejo passou.
Ainda não percebi o que me tem segurado e me faz andar tão confiante, porque apesar de tudo sinto uma confiança extrema em que tudo vai melhorar (normalmente sou mais depressiva, típico português estão a ver).


Será que aprendi a acreditar que existe uma luz ao fundo do túnel para tudo?
E se não houver?

4 comentários:

Poetic GIRL disse...

O meu túnel está mesmo escurinho... bem preciso de uma luz para o iluminar... espero que encontres a tua... bjs

albana disse...

há...há sempre, acredita!

bjoka

Tita disse...

hum...acho que anda muita gente com esse estranho sentimento. eu é com uma vontade de fechar os olhos e dormir e so acordar com o bj do principe encantado e ja com tudo resolvido. nem que fosse mesmo daqui a 100 anos. lol bjs e vais ver que apesar do tunel ser muito extenso há sempre uma luz lá bem,bem no fundo. hehe

Pocahontas na Cidade disse...

Pensamentos "e se não houver?" Não devem ser alimentados!

Nunca! Ai...