quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Em excesso

Já o apóstolo dizia "Deus dá com uma mão e tira com outra!" eu só gostaria de saber o que é que ele me deu?
A capacidade de sorrir? Foi isso?
Porque tirar, anda-me a tirar anos de vida a aturar gente (gentinha), eu sei que sou uma crítica de 1.ª apanha mas só o sou quando o devo ser, nem mais nem menos.
Nos últimos dias tenho-me vindo a aperceber que tenho em demasia o que falta a muitos, sensibilidade humana.
Eu continuo a questionar-me se as pessoas com que lido não entendem que não vale a pena estar com joguinhos que eu percebo pelos movimentos, pelos olhos, pelas expressões grande parte das coisas que vão naquelas cabeças e que tentam esconder.

É que se pensam que sou burrinha, lamento informar mas estão redondamente enganados!

Continuo a questionar-me se o problema será meu ou se já não existem pessoas com "tomates" para falar sobre as coisas? Irritam-me!
Deixem-me ser como sou, crescer como cresço mas não sejam mentirosos, aprendemos todos a viver melhor quando as coisas são preto no branco.
Ou melhor, façam lá umas introspecções, se faz favor!

Sem comentários: