sábado, 10 de janeiro de 2009

Indefinição ou insatisfação

Tenho tentado definir-me nos últimos tempos.
Tentado perceber quem agora não sou, quem não faço, quem não falo, quem não apareço... não sou eu.
Sinto-me insatisfeita, não só da minha (típica) ponta do dedo do pé à ponta do meu cabelo branco, mas por dentro também. É de cá de dentro e não me consigo controlar.
Abandonei-me e abandonei a todos que me tinham como suporte, aquela presença constante, aquela palavra, aquela brincadeira, aquele sorriso.
Abandonei-me e abandonei-os numa tentativa de preencher-me naquilo tudo que tenho pendente na minha cabeça e não tenho sido capaz.
Afastei-me e cada vez mais me sinto imperfeita e insatisfeita.

Tornei-me num "eu" diferente, sou alguém diferente desde que decidi mudar-me.
Acabar com a minha antiga vida e tornar o meu destino um caminho completamente livre e aberto... algo a que não estou habituada.
Ainda não defini o que quero ser ou quero fazer, consumo-me por aqui, por casa, pelo meu mundo.
Não me preenche estudar dias a fio como tenho feito, limpar tudo 3 vezes por dia, sair e ir às compras, estar sozinha com os meus pensamentos e falar com os gatos.

Eu não sei o que quero agora e isso é tão doloroso para mim!

8 comentários:

Patricia disse...

olá linda :)
Eu acredito que seja uma questão de tempo até conseguires resolver todas as situações que te incomodam e todas as indefinições que sentes :)

bjs

Cor de Chá disse...

E é tão doloroso para mim rever-me a 200% nas tuas palavras.

Não sei que te possa dizer.

Um abraço ^^

Gabriela... disse...

P/ PATRÍCIA,
Está a ser tão difícil que nem imaginas, parece que todo o resto corre mal.

Gabriela... disse...

P/ ISABEL
Vamos ficar as 2 sossegadinhas à espera que passe ou vamos à luta?
Esta semana já vou fazer umas tardes para me ambientar no meu futuro trabalho... acho que os nervos se estão a apoderar de mim.
É tão estranho!

Odyla disse...

Lembre-se:
Crescer dói mas ...
passa !!!!!!!!!!!
Beijos

Cartas a Si disse...

Todas as mudanças provocam angústia, porque mexem connosco, com aquilo que nós somos ou aquilo que tínhamos definido como sendo o nosso "eu", obrigam-nos a restruturar não só a nossa vida como o que sentimos. Às vezes leva um bocadinho mais de tempo até conseguirmos estabilizar emoções, pensamentos e até mesmo o dia-a-dia, mas não esmoreças, é uma fase como outra qualquer, que como todas as fases passa. Em breve vais-te encontrar e descobrir que nessa mulher nova há tanta coisa maravilhosa e incrível, de partilha e amizade.

Aquele abraço

Isália disse...

Temos que pensar que sempre que uma mudança ocorre na nossa vida, mesmo que inicialmente seja de dificil adaptação, é sempre para nos tornar em pessoas melhores. Vais ver que te vais adaptar facilmente à tua nova vida, ao teu novo local de trabalho, pensa que estás de férias e que servirá para descansar e arrumar a casa e as ideias :)

albana disse...

a mudança nunca vem só, trás muita incerteza que causa angustia e desanimo...mas pensa que é só mais uma etapa, mais uma fase, mais uma prova nesta vida que não é fácil para ninguem.
Não te deixes levar pelo desânimo, tens a teu lado uma pessoa que vai ajudar-te nesta luta, e como o que não nos derruba deixa mais forte, é assim que vais ficar...mais forte!
espero que depressa fiques bem, assim com o sorriso da foto!
bjinho
albana