quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Para 2009


Não vou fazer balanços, nem mostrar o que vai naquele pedaço de papel amassado que anda no meu bolso.
O que me marcou este ano está gravado bem fundo, como que feito a quente num pedaço de madeira.
Para o ano?
Para o ano só quero um ano calmo, sem surpresas...
Quero saúde para mim e para todos os que amo, algo que não tive este ano.
Quero começar a trabalhar em algo em que o meu esforço e dedicação sejam reconhecidos, nem que seja com uma simples palmada nas costas e um sorriso.
Quero paz e amor neste mundo de guerra e ódio.
Quero que parem de falar na maldita crise, quanto mais falam mais pioram a coisa. Dahhhh!

Hoje vou fugir aos rituais dos últimos 2 anos. Vou passar para 2009 limpa de amuletos ou superstições, não quero passas e muito menos champanhe.
Quero passar limpa por fora e por dentro e acho que isso consegui depois de um ano atribulado.
Vou tomar um banho bem quente, vestir uma roupa que me faça sentir confortável, meter uma maquilhagem brilhante e vou sair para o meio da multidão.
Longe da comida e da bebida, porque a saúde assim o obriga, longe dos olhares e de quem me quer mal.

Vou rezar e desejar que 2009 seja um ano de novos começos e novas metas.

3 comentários:

Cor de Chá disse...

Amen to that!

Bj e feliz 2009 ^^

Tita disse...

pois, eu tb não bebi champanhe, nem comi as passas... foi uma noite quase normal, á excepção de comer mais do que nas outras noites. bjs e bom ano

Patricia disse...

eu nao bebi champanhe, mas comi as passas :)