quarta-feira, 28 de maio de 2008

A vida é bela e está um dia de sol maravilhoso

Isto foi o melhor título que arranjei para não começar a disparatar, coisa que tenho feito desde ontem!
Mas estou bem-disposta, a sério!

Só tenho o marido em casa de perna engessada e com perspectiva de ser operado nos próximos dias e ficar uns bons meses em casa... devido a ter sido atropelado em pleno jogo de futebol (por um jogador da outra equipa). Facto que não sei se entra para baixa ou seguro, o mais certo é eu meter-lhe uma corda ao pescoço e enforcá-lo da varanda.

Só tenho o meu pai internado em Lisboa para ser operado hoje ao final da tarde à coluna e perspectiva de ficar uns meses em casa.

Coisas boas, a minha mãe finalmente arranjou emprego (ao fim de mais de 2 anos em casa)... mas agora está na dúvida se aceita ou não devido à operação do meu pai.

Resumo de todos estes acontecimentos desde ontem: a minha mãe vai aceitar o emprego e acabou-se, o meu pai é operado e que venha para minha casa e se junte ao genro e os 2 que se desenrasquem.

Eu que andava aqui com planos de mudanças sérias para o futuro vai ter que ficar tudo em stand-by até que esta gente toda volte à normalidade e eu possa avançar com as costas mais quentes.

E a vida é bela!!


Mudando de ideias, a varanda é mau sítio... vou empurrá-los a todos penhasco abaixo.

4 comentários:

Tita disse...

olha, nem sei o que te dizer. talvez o penhasco seja melhor. as melhoras para todos e tem paciência. bjs

Isália disse...

possa amiga...bem nem sei o que te dizer...é preciso e que com isso tudo nao te deixes ir abaixo e nao desistas dos teus objectivos. Espero que eles recuperem rapido e que a tua mae agarre esse emprego com o corpo todo... Força

Willow disse...

Nem penhasco nem varanda... depois ficavam todos com as duas pernas partidas e ainda tinhas engessados em casa durante mais tempo!
Quanto á baixa do teu marido acho que podes ficar descansada... baixa recebe-se sempre que se está incapacitado de trabalhar... o acidente não tem de ter acontecido no emprego... isso é só para os seguros.
Desde que ele não trabalhe a recibos verdes.. aí já não sei como funciona..

Rosa disse...

A família é uma coisa fantástica! :-) Mas às vezes dá-nos muitas dores de cabeça. No meu caso então, como o meu irmão faleceu, quando alguém está doente acaba por sobrar para mim. É uma das desvantagens dos filhos únicos.

As melhoras para todos. E muita força para ti.

Abraço.