sexta-feira, 9 de maio de 2008

Factos laborais ( ou vontade de esganar o patrão)

Respirar fundo...1,2,3,4,5...

Existem factos da vida que não merecem o nosso acelerar de coração, mas são inevitáveis.
Como lidar com isso? A primeira reacção é responder mal e dizer umas quantas verdades, mas não se pode, eu sei!

Mas alguém neste mundo me explica como lidar com uma entidade patronal incompetente, corrijo BURRA?

Eu sei que sou uma simples trabalhadora dependente ( e independente fora daqui) mas não haveria de haver alguém superior para guiar o nosso trabalho?
Alguém que decidi-se!
Mas não, invés disso tem-se alguém com uma falta de auto-estima surpreendente, que só fala por piadas, que não tem coragem de abordar os temas de frente e depois amua. Fica ressentido porque lhe respondem com 3 pedras na mão.
Mas com tamanha incompetência a paciência também se esgota e ando um bocado farta de ser eu e a minha colega a ter que ensinar como isto funciona ao patrão.
Porque passar uma manhã inteira a correr serviços e chegar aqui sem nada feito e nem saber o que lhe explicaram... é ser burro ou não?
Afinal eu no meio destes 3, eu é que sou a maçarica, mas vou ter que ser eu que vou ter que pegar em algo que não tenho nada com isso e ir resolver.
Porque a minha colega nisto não é vista nem achada, das coisas dela trata ela e o meu boss devia de fazer o mesmo com as dele... já que as minhas funções aqui são externas ao trabalho destes 2.

Só me dá vontade na 2.ªfeira de chegar aqui com a papelada toda resolvida e espetar-lhe tudo em cima da mesa!!! E dizer que afinal devia reconsiderar em aumentar-me o salário porque posso ser substituível ( ninguém o não é) mas fui a única nestes anos todos que o conseguiu aturar tanto tempo!

Tu dizes-me "Respira fundo!" e eu respiro.


(e neste momento estou-me pouco lixando sobre o facto de qualquer pessoa ler isto, já cheguei ao ponto de lhe dizer que ele nem para patrão presta... por isso o que escrevi acima até estou a ser muito meiga!)

Fogo, como eu gostava de ter capacidade neste momento de comprar esta merda... porque ao fim e ao cabo o que me tem aguentado aqui tem sido mesmo o facto de gostar do que faço!

5 comentários:

Monica disse...

comprar isto , isso é que era.

Rosa disse...

Como eu te compreendo! Já passei por isso, já senti isso tudo, a diferença é que não gostava NADA daquilo que fazia, um dia perdi a paciência e bati com a porta. Foi a última vez que fui humilhada e ofendida. Senti um alívio tão grande de ter saído daquele local que nem te digo. Nunca uma pessoa deve ter ficado tão feliz de ficar sem emprego como eu fiquei naquele dia. Espero sinceramente que as coisas no teu local de trabalho melhorem. É muito desagradável quando sentimos que estamos a trabalhar inutilmente, porque as outras pessoas não valorizam o que fazemos.

Um abraço.

Patricia disse...

Eu sei o que isso é. Infelizmente já tive uma 'patroa' assim.

Isália disse...

bem...acho que no teu lugar já o tinha mandado passear...mas o mais importante de tudo e gostar daquilo que se faz...mas tambem vai chegar ao ponto em que nao aguentas mais...respira fundo e conta até 100 :)

Anónimo disse...

Nossa!!!Preciso de ajuda e do emprego, mas como vou fazer se estou sobrecarregada....não aguento mais...tudo oq vc disse é verdade e real na minha vida...Como suportou isso tudo?
Gostaria q entrasse no meu orkut, pois converasremos melhor.Um abraço desta q está como vc se sente.
http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=11436816779520459907