sábado, 31 de maio de 2008

Á senhora do Peugeot 207 cinza

Desejo-lhe tanta sorte em toda a vida como a que teve esta manhã.

A senhora é o que se pode chamar de "ganda maluca", mete-se à estrada sem olhar (só não lhe bati porque não calhou), rotundas é para esquecer... foi sempre a abrir, ultrapassagens em traços contínuos e com carros de frente e no final uma mudança de direcção em cima quase do separador.

A gaja tem mesmo sorte na vida. Se fosse eu já tinha o bolinhas feito em cacos.

Por falar em bolinhas... fosga-se o meu carro já está bom e anda que se farta!! Já nem me lembrava que ele andava assim tanto, aquilo carrega-se no acelerador e parece que tem nitro.
Bastou uma limpezazita aos injectores (pelos vistos andavam entupidos) e tenho um super bolinhas.


Bom fim semana que eu estou quase no ir para casa depois de mais uma manhã de trabalho.

sexta-feira, 30 de maio de 2008

Tudo flui

Com red Bull tudo em nosso redor fica azul... e rosa, dourado! Fica de 1001 cores.
A montra ficou renovada e com aspecto novo, eu fiquei com moças nos dedos e umas quantas unhas partidas... tudo isto ao mesmo tempo que atendia os meus 2 telemóveis pessoais que não páram de tocar nos últimos dias.

A vida segue o seu destino como um rio que flui em direcção ao mar. Calmo, sereno e colorido.

O meu pai saiu do hospital hoje, com dores é óbvio e uma grande luta pela frente com a fisioterapia.
A minha mãe em vez de 1 conseguiu 2 empregos, quando existe escolha porque raio as pessoas stressam tanto? Mas já foi tomada a decisão (não fossem hoje 8h40 e já eu andar ao telefone com ela a medirmos as 2 os prós e contras de cada decisão que fosse tomada).

O Hugo, esse continua em casa.
Marido doente é dose. Aceito troca por bebés ou adolescentes na idade do armário, bem mais fáceis de lidar.


Sinto-me crescer a cada momento que passa. Quero tornar-me um carvalho, grande, imponente, viçoso. Os "quercus" sempre foram a minha perdição... afinal não fosse eu licenciada em ambiente.

quinta-feira, 29 de maio de 2008

Quando falta a vontade meio mundo desaba

Há uns meses alguém me disse: Tens que tomar uma decisão!

Eu tomei e em menos de 12h o meu mundo levou uma volta de 360º...

Decidi que não vou deixar de levar avante o meu projecto. Decidi e é o que quero.
Como me tem incutado a Andie, basta focalizar-me naquilo que quero e acontece. Muita coisa da minha vida acho que já se processou assim, talvez por isso me considere feliz e de bem com a vida na sua generalidade.

Mas neste momento em que digito estas letras sinto um misto de muitos sentimentos...
... insegurança
... raiva
... amor
... ódio
... dúvida
... stress
... cansaço

Um misto de "eu quero" com um "será que posso" ou "será que devo".
Sempre fui muito assertiva quanto às minhas decisões e o que eu digo, dito está (ponto final) não há volta ou meio termo.


Até a semana tem sido assim um misto de bom e mau em todos os sentidos, profissionais e humanos!

quarta-feira, 28 de maio de 2008

A vida é bela e está um dia de sol maravilhoso

Isto foi o melhor título que arranjei para não começar a disparatar, coisa que tenho feito desde ontem!
Mas estou bem-disposta, a sério!

Só tenho o marido em casa de perna engessada e com perspectiva de ser operado nos próximos dias e ficar uns bons meses em casa... devido a ter sido atropelado em pleno jogo de futebol (por um jogador da outra equipa). Facto que não sei se entra para baixa ou seguro, o mais certo é eu meter-lhe uma corda ao pescoço e enforcá-lo da varanda.

Só tenho o meu pai internado em Lisboa para ser operado hoje ao final da tarde à coluna e perspectiva de ficar uns meses em casa.

Coisas boas, a minha mãe finalmente arranjou emprego (ao fim de mais de 2 anos em casa)... mas agora está na dúvida se aceita ou não devido à operação do meu pai.

Resumo de todos estes acontecimentos desde ontem: a minha mãe vai aceitar o emprego e acabou-se, o meu pai é operado e que venha para minha casa e se junte ao genro e os 2 que se desenrasquem.

Eu que andava aqui com planos de mudanças sérias para o futuro vai ter que ficar tudo em stand-by até que esta gente toda volte à normalidade e eu possa avançar com as costas mais quentes.

E a vida é bela!!


Mudando de ideias, a varanda é mau sítio... vou empurrá-los a todos penhasco abaixo.

segunda-feira, 26 de maio de 2008

Desejos para o próximo mês


Quero o sol,
Quero a praia,
Quero os piqueniques,
Quero as camisolas de alças,
Quero os vestidos curtos,
Quero os biquínis,
Quero o calor!!

Quem me tira este pingo no nariz,
Esta dor de garganta,
Esta dor de cabeça,
E acho que a febre também veio no pacote.

domingo, 25 de maio de 2008

Bizarro

Qual foi a coisa mais bizarra que vos disseram?


Eu tenho uma... muito estranha.

"Estou proibido de falar contigo!"



Huuuuu, devo ser mesmo má! Ou as atitudes e verdades custam a ouvir e aceitar?

sábado, 24 de maio de 2008

Porque o sol brilha todos os dias

Dias dotados de tudo o que melhor pode existir.

Eu tenho-te a ti e tu tens-me a mim, nada mais interessa.
Preenchemos-nos, completamos-nos, somos a mesma massa e isso é que faz sabermos ao mesmo pão de cereais (onde degustamos vários sabores).


E como me diziam há uns tempos "Vocês os 2 juntos vão conseguir muita coisa na vida!"

E reflectindo bem é pura verdade, apesar de todas as adversidades, das barreiras e contra-tempos tudo temos passado e juntos nada nos impede por muito tempo. Os nossos objectivos vão subindo a fasquia e cada um à sua maneira e em conjunto lutamos para os alcançar.

E nada, mas nada supera o teu beijo ao acordar e perguntar: "Então preguiçosa não se trabalha hoje?"

E porque eu hoje sou uma mulher que muita gente adora, uma mulher de força e decisão, sem medo de mostrar o que sinto e finalmente todos em meu redor sentirem que achei o meu norte, a minha calma e serenidade digo (como 1001 vezes o tenho dito) finalmente sou feliz.

Hoje apetece-me comemorar a felicidade, não é nenhuma data especial, simplesmente apetece-me festejar... talvez a minha sensação que sou entendida, apreendida, arrebatada e preenchida.

... e talvez porque derreti o coração do meu amor e em vez de 4 cá em casa vamos passar a ser 5!

sexta-feira, 23 de maio de 2008

Adversidades

Das coisas quem me metem mais confusão agora é não fazer sem pensar o que me passa pela cabeça.
Ter que perguntar e discutir sempre com a outra parte a tomada de uma decisão, ter alguém do outro lado que nos bate o pé com uma opinião diferente da nossa. E a vontade que nos dá é de sabe-se lá.
Nunca gostei de ser contrariada, de não levar a minha avante, de me render ao que os outros querem. Acho que ainda tenho muito que aprender e a ceder...


Será que fazer beicinho vai dar resultado e derreter aquele coração?


Hummm, é uma contrariedade. Sabe bem ter com quem discutir algo, sabe mal ter alguém que nos contrarie.
Acho que a vida a dois é feita disto e muito mais. Finalmente aprendi o que é viver a 2, amar a 2, ceder a 2 e principalmente decidir a 2.

quinta-feira, 22 de maio de 2008

Apesar de tudo

Sabe tão bem estar por casa! Deixando um pouco a loucura e a acção à porta.

Regressar ao pc e ele à Playstation, aos gatos, às limpezas (porra, hoje andamos a limpar as garagens e fiquei com uma bolha num dedo), ao sossego... só o rádio e a playstation (raios!).


E não deixando passar a minha frase do dia de hoje "Há vacas que nasceram com o cú virado para a lua!"... é verdade ou não é?

terça-feira, 20 de maio de 2008

"gifts" para mim

Acho que o meu pai vai ficar muito orgulhoso de mim quando estiver com ele e lhe mostrar a quantidade de coisas que recebi no meu aniversário, de certeza que lhe vai sair um "tu és lixada para pedir e consegues sempre" (resulta sempre com ele também).
Já agora espero que ele tenha lá embrulhada e com laço a carrinha Ford que lhe pedi senão vamos ter chatices.

Bem, mas vamos ao que é importante, as minhas prendas às quais se aplica a frase "quem não pede não ouve Deus".

Dos Encalhados de Sucesso ( e com muita surpresa minha) recebi este lindissimo livro da Princesa Sissi, blog digno de se lhe tirar o chápeu.
Uma verdadeira bíblia específico.


Com extra desta linda carta com as fotos do pessoal presente e respectivamente assinada (menos o menino Nike que coitadinho estava de volta de trabalhos da escola e anda roto demais da queima para se mexer uns km).


Depois um autêntico complô dada a minha decisão do último mês, as prendas que se seguem são um tanto ou quanto estranhas e suspeitas.

Da minha mãmã, olha que giro, a minha bola de ginástica. Tanto gabei e pedi, que já cá canta.
As minhas costas já são outras e ando a fazer coleção de exercicios variados para experimentar.



O Hugo, original como sempre (desta vez não mandou despir um manequim em loja nenhuma) deixou-me escolher na loja o que eu queria (loja de desporto, saliento) e trouxe isto.


Um step hidraúlico que conta tempo, vezes que se faz o exercicio e calorias... muito à frente. Que já teve imenso uso pelas minhas visitas.

E para eu não me meter em grandes aventuras um livro ao pormenor para criar o meu próprio plano de ginástica.


E a cereja do bolo, os meus auscultadores. Pelos meus encalhados preferidos e minhas visitas cá em casa no fim-semana, o Jorge, a Sofia e a Cláudia.

Obrigado aos 3. Já consigo ouvir música sem stressar e quase que colar os antigos às orelhas.


Depois, como não é de admirar recebi roupa (maior que eu, esquecem-se que perdi uns bons cm) e ainda estão algumas por receber... uma vez que passei o aniversário fora de casa.

segunda-feira, 19 de maio de 2008

P.S.

A quem veio parar ao meu blog pesquisando "pago passar a ferro" é só para dizer que não estou interessada.
Tenho lá em casa também um montão de roupa e já me dá para matar o gostinho, mas mais que isso despenso.

Agradecida.

as coisas que eu tenho

Tenho calças largas (largueironas), cintos com furos a menos, camisas para duas, saias que tenho que mandar apertar, quem diga "estás magra", quem diga "estás magrissíma até mete impressão, a roupa fica-te toda mal" (dor de cotovelo) e hoje tenho chocolates suiços.


Todos só para mim!

domingo, 18 de maio de 2008

Festa de Aniversário ou jantar oficial dos Encalhados de Sucesso?

Depois das férias vem o arrumar das tralhas e o voltar ao ritmo.
Pautado hoje à noite de MDA, preparativos para o dia de trabalho de amanhã e recordações de mais um aniversário que passou.

(última foto autoria de Cláudia)

Posso resumir tudo em 5 dias de loucura, rodeada de loucos (bela definição).

Eu gostei e espero que quem por cá esteve também tenha gostado. Fiz os possíveis...
Lá cansados ficamos todos, juntando a parte das conversas poucos ortodoxas, as dores de barriga (incluídos desarranjos intestinais), o queimar de calorias na minha nova máquina de desporto ( será que 50 calorias é uma bolacha? a eterna dúvida), a comida vegetariana e os bifinhos e claro, lá está, o maravilhosa chá preto.

quinta-feira, 15 de maio de 2008

quase 30...

Li o que escrevi há 1 ano e tal atrás, acho que não poderia deixar de continuar o que escrevi.

O tempo corre à velocidade da luz!
As pessoas continuam a entrar e sair da minha vida a uma velocidade cósmica.

Mas 1 ano passado sinto que estou mais preenchida, mudei, acertei o meu compasso com o mundo,
Sinto que as boas recordações são mais que muitas, sinto que vivo e vivo o que quero.

São 28, não são nada ainda, mas já são muitos.
Talvez os mais preenchidos até agora, como 1 simples passar de ano altera tanto a vida de alguém...

28 anos e já casei...
28 anos e continuo a andar de sapatilhas...
28 anos e continuo a fazer beicinho e pedinchar...
28 anos e já não tenho tanto tempo para ver desenhos animados...
28 anos e pareço ter 18...
28 anos e ainda não fui mãe... (bem, tinha de haver alguma por cumprir)

E que venham mais como estes!

Porque já são 28 anos e umas horas... estou a ficar "cota"

quarta-feira, 14 de maio de 2008

Parabéns a mim!

Já cá cantam 28 aninhos!!

Mas a principal lembrança não é para mim, mas sim para a minha mãe que à 28 anos a estas horas ainda não sabia o que a esperava.
Ainda bem que era eu e não lhe dei um parto muito dificil (nessa altura ainda era descomplicada).

E ela, MUITO OBRIGADO MÃE!

Hoje não vou estar contigo rumei a outras terras, mas entretanto a gente desforra-se!!

terça-feira, 13 de maio de 2008

Eu sei que estas coisas não se deviam de dizer...

... mas, a partir de amanhã estou de férias!


São só uns diazitos, regresso já na próxima 2.ªfeira!! Por isso nem vão dar pela minha falta.

Qualquer coisa que vá aparecendo por aqui até lá dêem graças ao agendamento automático do blogger, que muito jeitinho me tem dado.

Prometo regressar cheia de fotos e muita coisa para contar!

Afinal, vou conhecer um montão de gente nova (vou bater em alguns) e vou ter uma festa de anos um pouco fora do normal.

Até ao meu regresso!

domingo, 11 de maio de 2008

Afinal ainda não é desta

E eu pensei, depois de ver a publicidade na televisão: "Afinal este telemóvel e número novo que me impingiram da corporação é um "moche"...




Mas afinal não, depois de cuscar as condições ainda não foi desta que descobri. Falo à borla mas não pago mensalidade!

Hummm! Vou continuar a pesquisa. Mas isto de ser "92" é "in"

Saturday night

Porque existem alturas de descompressão e nem só de arte vive o mundo.
A loucura também tem a sua quota para tornar isto de viver bem mais alegre.

Pela 2.ª vez tive lugar marcado na Festa dos Bombeiros (desta vez com direito a mesa e tudo)organizada pelo Grupo da Amizade II... quem não sabe o que é azar, também não me apetece estar a explicar porque senão ainda me enervo :D

Objectivo principal: angariação de fundos para a corporação

Ao fim e ao cabo é um espectáculo de variedades, onde este ano tive oportunidade de ver em teatro a história da Branca de Neve ( que por acaso era "muita boa" e "tinha as mamas de fora" pelos vistos!)

Só para terem uma ideia do que foi aqui vai uma amostra, a imagem não está grande coisa e como barulho de fundo o que ouvem é a minha sogra a rir e eu a cantar (ó coisa linda!)



Depois claro, o nosso momento pessoal de loucura!

sábado, 10 de maio de 2008

Mudanças

Para não dizerem que eu não mostro as alterações que vou falando e fazendo cá por casa, aqui vão as provas da "coisa" já pronta.

Ontem, como prometido ( e foi a forma de me alegrar o dia que correu especialmente stressante) mudei o nosso quarto.
Mas deparei-me com diversas lutas para as quais não estou habitualmente preparada, começando pelos stickers, foram parar a sítios não previstos inicialmente mas foram a opção mais apetecível na altura da montagem.

Então, agora, logo à entrada do quarto tem esta bela imagem a rodear o interruptor. Que acho que foi a mais bem aplicada porque entra-se ali e fica-se logo alegre ao ver tantas folhinhas verdes (juntando a parte positiva de ter acabado com as manchas em volta do dito, uma vez que agora está rodeado de autocolante transparente).

A cama, uma capa de edredon feita pela minha mãe, que tem dedo de costureira, com um tecido comprado aqui à Carla. No interior (a parte gira) um edredon velho, feio e que não encaixava na minha cama que tem um tamanho maior que o normal. Depois de cortado e semi-destruído encaixou na perfeição na sua nova capa.


As mesinhas de cabeceira agora têm umas costas bem mais giras. Esta é a do Hugo.


A minha, claro, é muito mais "in" com a jarrinha com o bambú que me deram no ginásio.

O parapeito da janela (talvez das coisas que mais goste no meu quarto... ao fim de 2 anos acho que gosto mais assim do que se tivesse uma varanda) está também decorado a condizer com prendas de colegas minhas.

Não está verdinho??

Muita gente pergunta-me porque raio ando sempre a mudar tudo. É uma resposta simples, porque gosto de entrar em casa e sentir que ela se altera e cresce comigo.
Nunca na vida seria capaz de decorar a minha casa e ficar eternamente a ver as mesmas cores, os mesmos objectos... tudo igual. Talvez por isso seja contra a nova moda de pintarem as casas de paredes coloridas, sou a favor das mudanças internas.
Toda a minha casa é creme, mas toda ela reflete cores variadas, graças à cor clara das paredes.
Um dos maiores elogios que levei foi a decoração do meu quarto no dia do meu casamento, porque todo ele emanava vermelho e as fotos ficaram simplesmente fora do normal. Sem qualquer alteração, sem qualquer programa.

Mas eu nunca tinha tomado consciência desta minha necessidade, só há talvez 1 ano para cá é que me apercebi que mudando sinto mais o conforto do meu lar.

E aos poucos tenho vindo a aprender, a comprar, a estudar. Aos poucos tenho vindo a mudar.
Descobri que tenho uma apetência por cores quentes, dai os vermelhos, os laranja, os beringela, os rosa e ai por diante. Alternado de vez em quando por cores mais frias mas mais alegres... como o verde.
Meti totalmente de lado o azul (cor que adorei durante anos) porque finalmente me apercebi que era uma cor que em casa não me dava conforto, me fazia sentir mal, me fazia sentir fria!

Sou fã de castanhos, beges, cor de café, acho que estão inseridos em muitos dos objectos cá de casa (desde tapetes a almofadas) e sou adepta de madeiras de cores claras que não cansam tanto a vista e tornam o ambiente menos pesado.

Em breve será o hall de entrada.

sexta-feira, 9 de maio de 2008

Factos laborais ( ou vontade de esganar o patrão)

Respirar fundo...1,2,3,4,5...

Existem factos da vida que não merecem o nosso acelerar de coração, mas são inevitáveis.
Como lidar com isso? A primeira reacção é responder mal e dizer umas quantas verdades, mas não se pode, eu sei!

Mas alguém neste mundo me explica como lidar com uma entidade patronal incompetente, corrijo BURRA?

Eu sei que sou uma simples trabalhadora dependente ( e independente fora daqui) mas não haveria de haver alguém superior para guiar o nosso trabalho?
Alguém que decidi-se!
Mas não, invés disso tem-se alguém com uma falta de auto-estima surpreendente, que só fala por piadas, que não tem coragem de abordar os temas de frente e depois amua. Fica ressentido porque lhe respondem com 3 pedras na mão.
Mas com tamanha incompetência a paciência também se esgota e ando um bocado farta de ser eu e a minha colega a ter que ensinar como isto funciona ao patrão.
Porque passar uma manhã inteira a correr serviços e chegar aqui sem nada feito e nem saber o que lhe explicaram... é ser burro ou não?
Afinal eu no meio destes 3, eu é que sou a maçarica, mas vou ter que ser eu que vou ter que pegar em algo que não tenho nada com isso e ir resolver.
Porque a minha colega nisto não é vista nem achada, das coisas dela trata ela e o meu boss devia de fazer o mesmo com as dele... já que as minhas funções aqui são externas ao trabalho destes 2.

Só me dá vontade na 2.ªfeira de chegar aqui com a papelada toda resolvida e espetar-lhe tudo em cima da mesa!!! E dizer que afinal devia reconsiderar em aumentar-me o salário porque posso ser substituível ( ninguém o não é) mas fui a única nestes anos todos que o conseguiu aturar tanto tempo!

Tu dizes-me "Respira fundo!" e eu respiro.


(e neste momento estou-me pouco lixando sobre o facto de qualquer pessoa ler isto, já cheguei ao ponto de lhe dizer que ele nem para patrão presta... por isso o que escrevi acima até estou a ser muito meiga!)

Fogo, como eu gostava de ter capacidade neste momento de comprar esta merda... porque ao fim e ao cabo o que me tem aguentado aqui tem sido mesmo o facto de gostar do que faço!

quinta-feira, 8 de maio de 2008

Desafio: Objectos com estórias

A Isabel já há muito tempo atrás (já tem teias de aranha) lançou-me um desafio, mas como implicava pensar muito e tirar fotos foi-se arrastando e arrastando e arrastando.
Mas depois de num acesso de lucidez sobre o que escolher tirei as fotos e não passa de hoje.

Regras:
Objectos com estórias é um desafio que pretende que se mostrem objectos (a escolha fica ao critério de cada participante) que tenham associados afectos e memórias, páginas da nossa vida. Objectos de importância e valor incalculável, mesmo que, à primeira vista para os outros, mais não sejam do que velharias ou insignificâncias. Mas que constituem, para quem os possui, um precioso tesouro pelas lembranças e sentimentos a eles associados.

Cada participante deverá escolher dois objectos e explicar a sua história. De seguida, vai escolher quatro blogs para continuar o desafio, avisando os respectivos desafiados através de comentário no respectivo blog. É importante que se nomeie efectivamente colegas da blogoesfera para que o desafio possa circular.


Começando, vocês devem de se estar a perguntar que raio é isto.
Pois, trago este conjunto de pecinhas de metal na mala há anos, dizem que dá sorte. Já não me lembro de onde pertencia, só sei que se partiu e as pecinhas ficaram... mas já faltam 1 ou 2.
Sempre que mudo de mala isto muda também, como se se trata-se de algo importante.
Nunca consegui explicar, mas não consigo andar sem saber que esta quinquilharia anda comigo.


Porque os livros marcam-nos sempre, este posso dizer que foi o livro da minha infância, adolescência e agora juventude. Já o li dezenas ou centenas de vezes.
Não esse da foto, comprei essa edição aquando da saída do filme nos cinemas, tenho uma versão bem velhinha (mais velha que eu) já sem capa e muito maltratado. Comprei esse como descarrego de consciência de um dia acabar por ficar sem o outro.
Quanto ao filme odeio! E até passou na tv este fim-semana. Acho que não consegue chegar aos calcanhares do livro, dos pormenores, de toda a história em si.
Este sempre foi o livro em que me consegui meter no meio da história e sentir tudo: o cheiro da mansão, dos casacos, das árvores, da neve... sentir o pêlo dos castores, o sabor do manjar da feiticeira, o macio da juba do leão.
Adoro este livro!


Agora passo :

Mónica do Blog Memórias de um triste lugar

Maria Ameixa
do Blog Maça e Canela

Isália do Blog da Isália

Sofia do Blog Word in Silence


... demorou mas foi!

quarta-feira, 7 de maio de 2008

Logo pela manhã

Ele - Amanhã não vou aos treinos.
Eu - Porquê? São a que horas?
Ele - Para começar ainda devo estar a trabalhar, depois não me apetece e de certeza que vou estar muito cansado.
Eu - O facto de seres filho do treinador não está a influenciar essa balda aos treinos?
Ele - Ya.


Para a próxima fico calada que mais vale.
E depois admiram-se que existe corrupção nos grandes clubes, se nestes transparentes é assim nem quero pensar nesses grandes.

---------------------------------------------------------------------------------------------

adenda
sogro: treinador da equipa de futebol dos Bombeiros Voluntários da Marinha Grande, no campeonato da Função Pública que começou ontem

marido: guarda-redes ou avançado (depende da disposição)


O facto de ontem terem ganho o jogo contra a equipa da EDP em nada vem influenciar a minha ideia de corrupção.

terça-feira, 6 de maio de 2008

Em remodelações por casa

Já fez 2 anos que estou no meu apartamento (o tempo passa rápido, tão rápido que nem sei) e ainda tanto me falta.
Faço listas mentais do que quero e passo a vida a mudar tudo!!

Existe ainda muita coisa que não temos e que aos poucos vamos vendo e comprando.
Hoje concluimos mais uma parte da nossa tentativa de compor cada vez mais o nosso lar, pelo menos do tempo que lá estivermos (que não vai ser a nossa vida de certeza absoluta).
Este fim-semana ponderamos a hipótese de daqui a uns anos sairmos da Marinha e irmos para o interior... por isso imaginem o que não vai nas nossas cabeças.

Hoje encomendei a mobília para o hall de entrada, que já andávamos de olho à alguns meses. Decoração não é preciso porque essa já temos vindo a guardar lá em casa... só faltava mesmo a mobília. Assim brevemente vamos ter um hall muito laranja e completamente diferente do vazio que se encontra agora.

Este fim semana agora que se avizinha vai ser repleto de nova mudança de cores do nosso quarto (como eu adoro andar sempre a mudar aquilo) de vermelho e creme para o casamento, passou para creme e azul e agora vai passar todo a verde de vários tons... com um extra que é top secret para o marido (comprei uma remessa de stickers com desenhos de heras bem verdinhas para colar na parede da cabeceira da cama).
Quanto às fotos, ainda não acentei ideias, mas acho que vou ser mesmo eu a fazer as molduras e decorar a meu gosto... já que não encontro nada que goste.

Quanto ao quarto do meio, talvez para a semana nas minhas mini-férias de aniversário (nha, nha!) eu resolva de vez e compre tudo de uma só vez. Hoje também andei a ver e vi coisas lindissimas, só falta mesmo ver "in loco" e o marido gostar também.

O escritório esse, já levou para ai umas 20 mudanças e está em vias de levar outra. Móveis em pinho maciço pintados em azul mar (ou verde-água), cortinas a condizer e uma carpete...mas (existe sempre na minha vida) queremos lá acrescentar mais umas coisas e acho que é coisa a mais para o espaço que temos. Porque se me puser aqui a contabilizar o que aquele escritório já tem: 1 mesa de pc, 2 estantes de cd's de chão, 1 bancada enorme, 3 estantes de madeira, 1 arca com roupa... e de vez em quando a tábua de passar a ferro montada ou caixas e mais caixas de material ou coisas do MDA.
Acham que conseguimos lá enfiar mais qualquer coisa??

Solidão II

Sinto vontade de falar e espalho palavras ao vento, ouvidas por quem as apanha, esquecidas por quem longe de mim está.
Um aperto no peito, um novelo de sentimentos, raiva admitida.
Falta de algo, solidão em demasia.

Chorar?
É um líquido precioso demais para ser derramado, guardo as lágrimas na minha taça de afectos e dou de beber aos sentimentos.

Sinto-me só!



A solidão sempre foi uma companheira da vida, agora mais que nunca.
Abdico demais da vida para dar espaço ao trabalho, abdico demais do amor para dar espaço à realização e reconhecimento.
Abdico demais dos sentimentos que agora sinto neste meu vazio.

segunda-feira, 5 de maio de 2008

Mais uma prenda de aniversário - já escolhido

Mais um pedido de prenda de aniversário... mas este já tem quem vai oferecer.
A minha mãmã vai-me dar!! Prometeu-me hoje.

De qualquer maneira aqui fica o que lhe pedi, quem quiser saber mais e preços podem ver aqui.
Uma bola de ginástica de 65cm (adequada ao meu tamanho), adoro estas bolas!! E dá para fazer imensos exercicios sem sobrecarregar as costas, inclusivé alivia as dores. Já tenho lá em casa um super manual de exercícios, faltava mesmo só a bola.

Dia da mãe

Dia da mãe ?
Mas por quê?
Pois se ela, todo o ano,
nos dá amor e carinho,
nos ampara, nos afaga
e nos dá tudo o que tem.

Sim, por que só nesse dia
nós lhe mostramos interesse?
A mãe merece presentes,
merece beijos, abraços,
caricias e muito mais.

Por isso nós dia a dia
vamos-lhe passar a dar,

com bondade, amor profundo.

Tendo sempre em pensamento,
seja qual for o momento,
que nenhum de nós sem ela
estaria agora no mundo.

autor desconhecido

Eu nisto não tenho peso de consciência (acho que), só numa coisa... se pudesse metia-lhe net em casa, custa-me tanto ouvi-la dizer "tenho tantas saudades de andar a ver o teu blog!"

Enfim, um dia mãe, um dia.

Ontem, e como agora tenho 2 mães, deixei prenda em casa de uma e fui passar o dia com a outra. Recebi beijinhos e miminhos via telemóvel de uma e carinhos ao vivo de outra.
Ontem, eu dei prendas! Coisa muito fora do normal na minha pessoa, mas nem teve a ver com a ocasião confesso. Vi aqueles livros na loja (de culinária, primeiro penso em mim e na minha barriga é claro) e comprei 1 para cada uma, não tenho a culpa que fosse na altura do dia da mãe.

E porque a minha mãe adora o mar, sempre que cá vem vamos ver o mar... esta foto é em honra dela e com muito amor.
Tenho orgulho da minha mãe, ponto final

sábado, 3 de maio de 2008

Imaginem

Que tinham um telemóvel em que pudessem falar à borla para a família (neste caso da parte do marido) e uma grande quantidade (vasta mesmo) de amigos e conhecidos.
E quando digo à borla é mesmo à borla, nada de promoções, descontos ou cartões.

E ainda que o telemóvel em causa fosse à borla e as chamadas tivessem um pagamento, realço anual, de uma quantia irrosória (40€ acho eu).

Eu tenho!!

Chegou ontem...

E quanto a pagamento da anuidade foi tudo oferta do sogro (já cá canta a primeira prenda de anos)!
Agora é só melgar a família à força toda.

Conclusão, mudei de n.º... mas só para familia e amigos mais chegados é que vai estar acessível.
De resto é o mesmo de sempre, Cantinho dos Miaus incluído.

sexta-feira, 2 de maio de 2008

Mais umas ideias para me oferecerem

Podem ver melhor aqui.

Eu quero outro, mas ainda não decidi qual. Se por acaso acentar ideias entretanto eu meto aqui.

E não quero ouvir mais reclamações que não sabem o que me dar, eu tenho vindo a ajudar.

Cenas "do caraças"

O que vou aqui contar não pode ser divulgado, senão fico em risco de ir dormir para a varanda na barraca dos gatos.

Acho que deixei o carro aberto a noite toda... é grave eu sei!

Hoje saiu eu de manhã ( mais cedo que o normal) e meto a chave à porta e rodo, o carro tranca-se "É lá!" penso eu cá para mim.
Tiro a chave dou a volta ao carro (estúpida, como se com ele aberto me pudesse faltar alguma coisa por fora, ter carro já é uma sorte).
Volto a meter a chave e rodo, abre. Olho para dentro, não falta nada.

"Tá a andar!"

quinta-feira, 1 de maio de 2008

Em contagem decrescente


Os convites já foram enviados
A ementa já está escolhida
Os presentes também já estão a ser orientados (toda a gente sabe que não gosto muito de surpresas e receber coisas que não dê uso)
Já só faltam 13 dias...

A primeira vez que vou organizar uma festa de anos, assim diferente!

Pensando bem acho que vão ser uns 5 dias bem loucos (leram bem 5 dias)... vai ser tipo casamento cigano mas numa versão mais longa.