quinta-feira, 3 de abril de 2008

Eu não disse que era boa nisto!

Ontem tanto desejei ir para casa e sentar-me na varanda ao solinho que foi como se o desejo já estivesse concedido!
Estou em casa.

Pena que tenha sido pelos piores motivos... depois de uma manhã e almoço passado nos bancos do hospital. Nada agradável confesso.
Parece que retornei 5 anos da minha vida ao sair de lá (depois de uma máscara de oxigénio, crivadinha de drogas e um braço negro devido à agulha do suposto soro que estavam à espera que eu fosse levar) com a receita para ir comprar uma bomba para a asma.
Raios!
E eu que pensei que há 5 anos atrás quando joguei tudo fora, as 2 bombas e os medicamentos, me tivesse visto livre disto para sempre. Parece que não e ponto final.

Existem que nasça com asma e viva o resto da vida com ela.
Existe que nasça com asma e ela desapareça durante a infância.
Existe que comece com asma após os 20 anos e eu encaixo neste quadro na perfeição. É bom ver que encaixo na perfeição em tanta coisa!

Posso dizer que hoje chorei! Chorei de nervos, de raiva, de falta de ar, de dormência nas mãos e nas pernas, de dor de cabeça, de me sentir sozinha naquele banco frio rodeada de gente que não conhecia e sentir-me completamente noutro planeta.
Chorei quando o marido chegou a leste por só saber que eu tinha ido para o hospital em plena crise, chorei quando um colega veio falar comigo e eu lhe expliquei o que se tinha passado e ele dizer que achava estranho por eu ainda não ter sido medicada ( expelir sangue e partes do corpo dormentes juntando à dificuldade mais que óbvia em respirar parece que não são bons sinais de saúde).

Mas prontos, agora estou em casa.
Amanhã ainda não sei se me "apetece" ir trabalhar ou se me "deixam".
Sinto-me relativamente bem.

Já viram que eu sou boa nestas coisas dos desejos?

4 comentários:

Isália disse...

Possa amiga...deseja coisas boas...Eu achei estranho nao teres aparecido hoje...ó pá mas que coisa...vá recupera rápido...é para se tar em casa de ferias não para estar doente...força e não desanimes...se precisares de alguma sabes que estou longe...mas estou sempre aqui...jocas grandes

Rosa Santos disse...

Sei, o que isso é! Os primeiros sintomas (mais graves)surgiram-me por volta dos 6 anos. Tinha crises horríveis, pobre da minha mãe, as noites aflitivas que ela passou em claro. Quando fui para a universidade as crises pareciam ter desaparecido, mas quando terminei o curso e voltei para casa (no campo), voltei a ter algumas crises.

De início custa um bocado, mas depois aprende-se a viver com isso. A proximidade com o mar faz-me muito bem. Não sei onde moras, mas se tiveres possibilidade faz umas caminhadas na praia, pelo menos uma vez por semana, é muito bom.

Um abraço e rápidas melhoras!

Rosa

Tita disse...

ainda bem que já está melhor.mas vê lá se tens cuidado com os teus desejos...hehe.... espero que voltes rápido. bjs.

sofia disse...

finalmente encontro alguém que desenvolveu asma depois dos 20 anos! pensava que o bicho raro era só eu...

aos 25 anos comecei a fazer alergia respiratória não se sabe a quê (as análises acusam os gatos, mas só tenho crises na rua, e só quando há calor e vento, na minha bela terrinha...), diagnosticaram-me rinite ao fim de 2 meses de uma constipação que não passava e de dezenas de espirros seguidos, e 2 meses depois comecei a ter sintomas de asma. uns meses depois, começou a inchar-me a epiglote, cada x q saía à rua de tarde (com calor, sol, e vento - e só nestas circunstancias).

fiz acupunctura e fitotera+ia e passou quase totalmente, parei há um ano e esta semana tive uma crise de epiglote armada em homem-elástico e pulmões perfeitamente bloqueados. tinha a bomba de sos comigo, felizmente.

estou a fazer terapia com essências florais, espero que faça efeito. logo que me dê jeito financeiramente, volto à acupunctura. já experimentaste acupunctura? experimenta, é mt bom para a asma - eu é que não fiz o tratamento até ao fim...

beijo grande e as melhoras