quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

Hoje sinto-me assintomática

O que sinto cá dentro emana para fora e o que me rodeia entranha em mim mesmo que me faça forte.

Não se preocupem não andarei na escuridão muito tempo nem ficarei assim negra para o resto dos meus dias. Uma fase que tal como outra irá passar mais rápido ou mais devagar consoante eu me permitir a isso.
Sim, porque tudo o que sentimos e somos só passa graças a nós próprios e não a mezinhas caseiras ou medicamentos convencionais. Nada disso!

É giro quando logo no início do mês prevemos que vai ser dificil. É tipo uma leitura de cartas já sábiamente aprendida e assimilada. É como se tivesse uma bússola que aponta-se sempre na direcção errada do sol e nunca a direcção pretendida como nascente-sul-poente.

Hoje vou apontar em direcção ao sol e seja como tu quiseres...

2 comentários:

Cartas a Si disse...

Espero que essa fase negra passe mesmo rápido, já tenho saudades da Gabriela alegre e cheia de novidades. Eu sei que isto que vou dizer soa a frase feita, mas é o que sinto. Todos os momentos maus aparecem na nossa vida por algum motivo e depois de passarem fazem-nos dar mais valor aos bons momentos e crescer interiormente. Força Gabriela, vais ver que quando menos esperas o sol vai voltar a iluminar a tua lua.

P.S.: lindas pernas! :-)

Gabriela... disse...

Muito obrigado pelo comentário!
A fase passa rápido... está quase, quase no ir.
Aprende-se e assimila-se, pois só assim o pode ser.
As novidades retomarão o seu descurso normal...

E quanto às minhas pernas, dois elogios num dia é de fazer corar até as pedras da calçada. hehehe
Volta sempre