quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

... compreensão...










Tenhos passado muitas horas a falar,
Tens me feito tão bem (à alma e ao coração!)
Sei que isto pode parecer de louco mas tu sabes bem o quanto eu o sou
Mas és uma grande amiga!
Sei que a conotação da palavra amizade já não é o que era...
Sei que não nos conhecemos em carne e osso, como deveria ser normal
Mas que de divertido e excitante tem a normalidade?
Deste-me a conhecer que também sentimos o mesmo amor pelos nossos amigos com do homem que ocupa o nosso coração... preocupas-te comigo e pensas em mim!
Eu sei e tu bem me dizes.
Existem coisas que perdemos com o tempo, que se vão escarçando como um casaco velho com o uso
Mas a tua amizade eu não quero perder!
Quero conservar nem que seja num frasquinho de alcoól como um orgão protegido.
Quero que saibas que te amo
E eu dia, em breve e com aqueles nervos miudinhos
Nos iremos finalmente abraçar.


Para ti Cláudia, minha linda, a nossa "boa" lá de casa.


Escrevi ao som da tua música e espero que leias isto ao som dela

2 comentários:

Cláudia disse...

Eh pá... estou aqui quase a chorar!!! Estou a conter-me porque ainda chega aqui alguém...
É a isto que eu chamo uma grande surpresa!!!!
Vinha eu aqui ver se havia novidades e... ai a sério! Nem sei o que dizer!!!
O que me apetecia agora era dar-te um abraço! Um abraço que vale-se por qualquer palavra que possa dizer para te mostrar o quanto gosto de ti.
Mas como a distancia ainda é um bocadinho grande e vou tentar traduzir esse abraço em palavras. Tentar…
Já te disse para aí um milhão de vezes que te admiro tanto… não te sei explicar bem. Eu gostava de ser como tu. Nos dias em que tenho as minhas neuras, em que gosto menos de mim, penso tanto em porque é que não consigo ser como tu… Feliz, apesar de tudo!
Tu sabes viver, sabes agarrar a vida, sabes sentir, sabes sonhar, sabes amar… Amar no verdadeiro sentido da palavra amor. E isso é tão bonito…
Bom, nada que já não soubesses…
No meio disto tudo eu tenho pena de não poder sair à rua, chegar perto da tua janela e chamar-te; tenho pena de não poder dizer-te segredos ao ouvido; tenho pena de não poder ir passear contigo; tenho pena de não te poder chamar só para dividirmos um chocolate; tenho pena de não poder te poder oferecer uma flor quando me apetece; tenho pena de não poder chegar a casa e ligar-te para vires ter comigo; tenho pena de não poder ir a correr contar-te as novidades dos meus G3i e rir-me disso contigo…
A minha vida seria tão diferente, se estivesses aqui!
E mesmo não estando, consegues todos os dias muda-la um bocadinho, consegues fazer-me rir, pensar, CHORAR!!!!! Tu és uma pessoa maravilhosa.
E olha… agarrei a tua mão, achas que a vou lagar?
Tens um lugar tão especial na minha vida…

Love you*

Cláudia disse...

Ah...
E sim li ao som dela e escrevi-te ao som dela. ;)

Obrigadaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa