quinta-feira, 6 de dezembro de 2007

Genes ou génios

Desde ontem que me tenho sentido doente, algo se passou e não percebi nem ninguém percebeu o que foi.

Resisti como fiel gladiadora à ida ao médico, mas hoje sinto-me triste.

O facto de ter passado uma noite inteira a esforçar-me para não deitar a cabeça na almofada, o cansaço e ainda réstias das tonturas fizeram-me sentir muito carente!

Só me apetece pegar nas minhas tralhas todas e ir para casa, para o sofá, para a lareira, para os gatos e para o chocolate negro ( que agora tem sido diário numa tentativa de controlar a tensão arterial... sim ando com problemas com a minha tensão!)

É em dias destes que penso nos meus pais e em como gostava que eles vivessem pertinho de mim, eles são os culpados deste meu nervo génio ( sem querer roubar créditos à marca!).


E porque eu sou: a cara chapada da mãe e o mau feitio do pai!

Adoro-os e prontos! São eles que me arrebitam em dias como estes e me fazem sempre mais feliz.

4 comentários:

Rita Ameixa Maria disse...

Oh.. deixa lá, eu vou ver se este fim de semana acabo mais um episódio do CSI Aldrabado para te animar! E desta vez com música!!!!

Gabriela... disse...

Ai Ameixa brigado,

Continuo na mesma, já fui ao médico!! Dizem que é da cabeça ( mas que eu era meio louca já eu sabia!).

Isália disse...

os pais...saõ o melhor que nos temos é normal que sintas a falta deles... eu que estou no impasse de sair de casa e casar...já sinto isso e ainda não sai...

Gabriela... disse...

P/ ISÀLIA,

Nem imaginas a falta que me fazem, o facto de estarmos separados por uns bons kms e por eles terem a vida deles e eu a minha e nem sempre dá para conjugar é-me muito difícil.
Mas este fim-semana já vou matar as saudades e no Natal vou passar uns dias com eles.
Imagino o que sentes... heheeh