segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Promessa da libertação 1/5

Todos nós temos queda para prometer e jurar quando queremos algo, ou nos livrar de algo (o meu caso).

"Eu juro que se nunca mais tiver que lhe ver o focinho faço bolos durante uma semana inteira!"

Foi mais ou menos com estas palavras, para uma pessoa, mas foi quanto chegou e o Universo atendeu. Agora só tenho é que saldar a dívida.


O 1/5 foi "Bolo de leite com café" receita da Isabel da Terapia dos Tachos e a cobertura de chocolate do mais básico que pode haver.

Ingredientes cobertura:

1/2 tablete chocolate culinária
1/2 pacote natas

Preparação:
Derreter o chocolate juntamente com as natas em banho maria, despejar por cima do bolo depois deste ter arrefecido.
Decorar com pepitas de chocolate a gosto.


E os meus colegas de trabalho engordaram mais umas gramas, mesmo estando adoentes e com pouco apetite.
Não vou fazer um todos os dias, mas vou levar os cinco nos próximos tempos para dar tempo de serem comidos.





domingo, 22 de janeiro de 2017

I feel music #3



Viva a música portuguesa!
E berro a plenos pulmões...



"Tudo aquilo que eras e tudo aquilo que és
É tão bom para mim
Tudo aquilo que eras e tudo o que és, enfim
Vem dizer-me sim"

sábado, 21 de janeiro de 2017

The end


13 episódios depois acabou a 1.ª e única temporada desta série que adorei.
Drama e mistério em doses excessivas.
E aos poucos as séries que seguíamos cá em casa têm vindo a acabar, tenho cruzado os dedos para que passassem uma daquelas bem antigas tipo os "Perdidos" que nunca vi na totalidade.

Mas desta série ficou algo mais que as boas horas passadas...



...mais um corte de cabelo que adorei e ficou na minha "wishlist" para um dia, quando fizer mais calor.
"My dear Sophie"

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Vou viver eternamente


Se isto é o poder de 1 gato, imaginem o que 8 não poderão fazer por nós.
E dormir com 3/4 em cima e outro sempre a ocupar metade da almofada diariamente.
Dizem que a lealdade de um gato não existe mas eu acredito que sim. 

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Filmografia... um dos últimos de 2016




Título: A 5ª Vaga
Ano: 2016
Género: Fição / aventura / ação
Duração: 1h52 min.
Realização: J Blakeson
Vozes: Chloë Grace MoretzMatthew ZukGabriela Lopez
Ratings: 5.2/10


"Baseada no best seller homónimo, «A 5ª Vaga» centra-se na personagem Cassie e acompanha a sua fuga e preparação para enfretar a 5ª de uma série de vagas de grande impacto destrutivo que assolaram a Terra. Cassie procura desesperadamente salvar o seu irmão mais novo, aliando-se a um jovem que pode vir a ser a sua última esperança, se for alguém de confiança...." retirado de mag.sapo.pt


Para mim...

Twilight, Nómada, Sangue Quente, Jogos da Fome..
Vi toda uma miscelânea de filmes neste, cenas que foram literalmente "chapa 4" de anteriores e até frases chavão já usadas anteriormente nesses mesmos filmes.
Se gostei? Mais ou menos.
Se atingiu as expetativas? Nem lá perto.
Tenho na minha lista ler os livros, espero que sejam bem melhores que o filme.


terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Há batalhas fáceis




Domingo foi dia de passeio: Centro de Interpretação da Batalha de Aljubarrota

Todos gostaram, ia havendo um malhanço na erva, medo das aranhas, frio, visita guiada, meninas com lacinhos na cabeça e alguém que disse "Amanhã podemos voltar outra vez?" e outros responderam "NÃO!"

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

5 anos ♥


Faz hoje precisamente 5 anos que regressei e por aqui fiquei, bati o meu recorde pessoal de tempo a trabalhar na mesma empresa.
Apesar de todo o stress, frustração, problemas, horas dadas à empresa, convívio nem ser fácil com outros seres humanos que têm igualmente personalidades vincadas e nem sempre abertas...continuo a gostar de cá estar.
Porque os dias em que me metem um sorriso na cara logo pela manhã são dias que já valeram toda a pena.
Porque 5 anos depois hoje é o dia em que consegui encerrar um ciclo que não estava a correr bem e felizmente, para o meu lado, fechou-se e um novo se inicia. 

domingo, 15 de janeiro de 2017

I feel music #2

Esta semana enquanto deambulava pelos quase 200 canais de televisão, que não tenho tempo de ver, apanhei um filme americano, do qual nem lembro o nome, só me chamou a atenção porque estavam a cantar isto num sotaque tão arranhado que me marcou um sorriso no rosto.



Lembro-me de ouvir esta música em criança em casa dos meus pais, traz-me boas recordações.
E andou na minha cabeça a semana toda...


"É o pau, é a pedra, é o fim do caminho

É um resto de toco, é um pouco sozinho
É um caco de vidro, é a vida, é o sol
É a noite, é a morte, é um laço, é o anzol
É peroba no campo, é o nó da madeira
Caingá candeia, é o matita-pereira"

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

01/2017


Título: Stardust
Autor: Neil Gaiman
Pontuação: 5*

"Tristran achava Victoria Forester a rapariga mais bonita do mundo, e a sua paixão por ela não conhecia limites. Por isso, quando descobriu que afinal havia um caminho para o coração da sua amada sentiu-se radiante! Tudo o que tinha de fazer era apanhar aquela estrela… Mas a estrela de Tristran caiu no País Mágico, no país onde habitam dragões, grifos, basiliscos, hidras, unicórnios, gnomos, enfim, toda a sorte de criaturas extraordinárias e inimagináveis… Uma enorme parede de pedra separa a aldeia de Wall desse mundo fantástico, mas nada poderá demover Tristran, e é justamente quando dá o primeiro passo no País Mágico que tem início a sua fabulosa aventura! Neil Gaiman, que já foi distinguido com o World Fantasy Award, revela-nos, uma vez mais, o seu inquestionável talento para escrever histórias que nos fazem sonhar… " retirado de wook.pt


Para mim...

Desafio de Leitura 2017"Livro que integre o plano nacional de Leitura"    -   ✌feito



O primeiro lido em 2017 e que encaixou que nem uma luva na categoria (e até podia preencher mais umas quantas mas escolhi esta).


Tristan, apaixonado, promete trazer uma estrela cadente à rapariga que ama e em troca ela dar-lhe-ia tudo o que ele deseja-se.
Nunca pensou ele que a estrela cadente seria uma rapariga, bonita pelo jeito e com muito sentido de humor e mau-feitio à mistura, que caiu exatamente no País Mágico.
Mas ele não era o único a querer a estrela, juntaram-se bruxas más, príncipes, gnomos, unicórnios, bodes.
No final uma moral linda e sempre tão atual: o que realmente amamos e nos faz bem não é o que pensamos que é, grande parte das vezes está mesmo debaixo dos nossos olhos e não nos obriga a exacerbadas demonstrações de afeto para nos brindarem com o seu.