sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Não há condições

Afincadamente a estudar as Oito Instâncias para o treino da mente quando à IV instância a única coisa que me vêm à mente é o Smeagol do "Senhor dos Anéis"...


"my precious"

Abandonei o estudo na hora, porque lá se foi o treino de uma mente tranquila.

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Na despensa



Aproveitando o facto de ter uns pais que cultivam vários legumes e verduras num quintalito lá nas minhas origens agora no Inverno posso desfrutar de um molho de tomate com oregãos pasteurizado 100% natural diretamente da despensa para as pizzas ou almôndegas (que cá por casa também não caseiras).

A receita do molho e método de pasteurização retirado daqui.

Provado e aprovado!

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

A começar 2015

Um ano de mudanças interiores essencialmente e tentar não lutar mais contra a maré.
Deixar fluir o que aí vem e aceitar sem deixar de ser quem sou.
Comecei o ano como um ser mais espiritual: meditação, yoga, mindfulness, ajuda ao próximo, estudo do Budismo. Treino da mente.

Uma mente estável gera um corpo saudável!

E 2015 desejo que seja o ano em que finalmente me digam que saí do limbo e posso respirar de alívio longe dessa nuvem negra que se chama cancro.

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Serviço Público


"Bom dia. Olhe, é para dizer que sou contra a Violetta. Sabe uma coisa que eu lhe vou dizer? Isto vai chocar muita gente, mas é a verdade que eu sinto: tenho muitas saudades do Noddy. Ao menos, no tempo do Noddy havia respeito. Não era esta pouca vergonha. Porque a Violetta, na primeira série, apaixonou-se pelo Tomás. Depois, já gostava do Léon e agora é o Diego. Mais uma temporada ou duas e esta menina passa Buenos Aires toda a pano. E a Ludmila é outra galdéria. Enquanto o Noddy era um homem sério, era um indivíduo que tinha o seu negócio do táxi e queria trabalhar. E eram episódios pequeninos. Os da Violetta, às vezes um gajo quer ver a bola e só vê a segunda parte porque a Priscila empurrou a Violetta por uma escada abaixo e não se pode ver mais nada na televisão." in Mixórdia de temáticas

sábado, 24 de janeiro de 2015

Afinal estava destinado

Há uns meses atrás, após 15 anos de possuir carta de condução, fui protagonista do meu primeiro acidente automobilístico.
Não fui a culpada e a situação teve de tudo caricato, como é o normal na minha vida.
Fui abalroada em pleno movimento por um peão que se meteu à estrada a correr, apesar de eu me ter tentado desviar, veio embater contra mim e amassou-me o carro.

Hoje tristemente soube que o peão em causa suicidou-se...

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

01/2015


Nome: Finale
Autora: Becca Fitzpatrick
Pontuação: 3*

"O destino lança os dados neste capítulo final da saga hushhush

Nora está absolutamente certa sobre o seu amor por Patch. Anjo caído ou não, Patch é o homem da sua vida. A herança e o destino que couberam a Nora ditam que terá de ser inimiga do seu amor, mas não há como lhe voltar as costas. Agora, Nora e Patch deverão unir forças para enfrentar o derradeiro desafio. Assistiremos ao regresso de velhos inimigos e ao nascimento de novos aliados. Um amigo será o protagonista de uma inesperada traição que ameaçará a paz com que Patch e Nora sonham tão desesperadamente. As linhas da batalha estão formadas, mas de que lado devem lutar? E, no final, será o amor capaz de conquistar todos os obstáculos?" em wook.pt


O 4.º e último livro da saga "Hush, hush", a minha opinião quanto todos os 4 quatros livros manteve-se a mesma, nada, mas mesma nada destrona o 1.º livro.

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Miau, miau...remiau

Mais uma almofada a condizer com a decoração, preto e rosa são daquelas coisas que casam melhor que almas gémeas.





terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Declarações de amor


"Eu gostaria de ter um bom relacionamento com você depois viu o seu perfil através do google busca hoje, pls escrever para mim voltar aqui ok estou esperando

seu melisa"



(depois de ler este email brotou em mim um sentimento de amor tão grande ao ponto de querer ter um "relacionamento" com esta Melisa)


Melisa, me busca vai!