quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Arranca-me sempre um sorriso


A verdadeira definição de "tramp stamp", originalmente associava a uma borboleta mas pelos vistos tem uma amplitude maior.
Posta esta explicação será que o meu dragão gigante é um "tramp stamp"?


terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Dicas "Veggie": Bebida vegetal de aveia caseiro

E aqui vai um dica dupla de bebida vegetal caseira e reciclagem de frascos.

Como qualquer família deparei-me com o problema das bebidas vegetais e a tentativa de fugir ao comercializado no mercado "sem OGM".
Cá em casa ninguém bebe leite de vaca, nem os atualmente na moda "sem lactose", inicialmente elas bebiam de soja com chocolate mas assustava-me imenso dada a carga hormonal existente na soja e que a mim me afetou imenso sendo obrigada a não consumir com frequência produtos dessa origem (vários quistos mamários e uma ida à sala de operações).
Horas de pesquisas e muitas experiências efetuadas às várias possibilidades existentes no mercado acabei por resolver-me por estas 2 opções: bebida de arroz marca "Continente" e bebida de aveia caseira.
Nós gajas, eu e a Beatriz, bebemos de aveia, a Joana recusa-se a beber o que quer seja para além de capuccino de caramelo com água e o Hugo bebe a bebida de arroz.
Fazer a bebida vegetal de aveia é do mais fácil e prático que possa haver.



4 c. sopa de flocos de aveia integral
500ml de água

Deixar de molho mais de 2 horas.
Triturar tudo no liquidificador aproximadamente 4 minutos para ficar bem cremoso, coar 2 vezes, e a ideia fantástica de reciclagem que usamos cá em casa é guardar a bebida nos frascos da polpa de tomate.
Dura pelo menos 3 dias no frigorífico e basta agitar antes de servir.
Conjuga com tudo: cereais, café, capuccino, batidos e é um óptimo substituto do leite de vaca em receitas culinárias.
Parte económica é que um saco de 500gr de flocos de aveia custam aproximadamente 0,60€ no mercado e não chegamos a gastar 2 por mês.
Todo o resto dos flocos retirados quando coamos a bebida guardamos e reaproveitamos em papas de aveia, bolachas de aveia ...aveia é um mundo.

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Caso de estudo de um domingo à tarde

E parou tudo, pela primeira vez em muitos fins-semana, instalámos-nos nos sofás com mantas e uma caixa de chocolates e fomos contribuir para a educação cultural da Joana, a pedido da professora uma vez que era uma das da turma que não sabia o que era o Titanic.
Correm rumores que ela pensava que era um homem...




2h de filme depois chegámos à parte mais crítica para duas crianças.

A mais velha: (ria-se)
A mais pequena: "Eles estão todos nus e todos suados?!"
A mãe: (ria-se)
O pai com pouco paciência: "Estão a fazer flexões e abdominais!"

domingo, 19 de fevereiro de 2017

My day


I feel music #7




Vá cantem comigo!

"Underwear...Lapakreh leguari de la keh...

Lapeile...Underwear...

Laga di libeda eligwa...la gua reh

Lesho lieh tu, a keli 

Le aholi du le gaso leala, underwear...

(Dave speaks)

Ladu, la amo dee underwear."


(tem dias que gostava que tudo o que dizem soa-se aos meus ouvidos a isto)

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Preparar o Carnaval...

E no início dos tempos eu tinha um vestido de princesa (horrível) que lhes foi dado há 2 Carnavais atrás, o tempo correu e foi-me dada autorização para destruir o dito e torná-lo atual.
O que há mais atual hoje em dia?
Zombies!!
E fomos buscar inspiração aqui. Daí eu ter visto 3 vezes... 3 vezes!

Antes eu tinha um vestido rosa com florzinhas, rendinhas e cetim...



Passado uns minutos eu tinha um vestido rasgado e sangue, muito sangue...




E provavelmente devo ter uma queixa na polícia porque meti a minha obra de arte a secar na varanda, a um domingo à tarde, à vista da estrada.

Depois foi meia hora a limpar sangue da mesa da cozinha...

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Filmografia




Título: Orgulho e preconceito e guerra (tradução tão querida)
Ano: 2016
Género: Horror / romance/ ação
Duração: 1h48 min.
Realização: 
Burr Steers
Vozes: 
 Lily JamesSam RileyJack Huston 
Ratings: 5.8/10


"
Um surto de zombies espalhou-se por Inglaterra, no século XIX. A viver com as suas quatro irmãs, Elizabeth Bennet, especialista em artes marciais e no manuseio de armas, está preparada para defender-se do ataque dos mortos-vivos. Incomodada com o facto de ter de conviver com o arrogante zombie Mr. Darcy e à medida que o surto de zombies se intensifica, ambos vão ter de engolir o orgulho e unirem as forças, no campo de batalha encharcado de sangue." retirado de mag.sapo.pt


Para mim...


Amante de Jane possuo o livro da versão original, vi o filme da versão original, comprei e li a adaptação zombie de Seth Grahame-Smith e finalmente vi o filme da nova versão.
3 vezes na mesma semana foi a quantidade de vezes que vi: eu,  eu e ele, eu e elas.
E ainda me lembro dos risinhos delas cada vez que uma cabeça de zombie explodia e dito por elas:
"É engraçado porque fazem sempre pontaria à cabeça e BUM, explodem!"
My little demons...
Uma  versão ligeira, soundtrack igualmente ligeiro, de terror pouco ou nada, história de amor bem conseguida dentro do tema zombie, final estranho.
A reter o guarda-roupa, simplesmente fantástico batendo de longe o "Orgulho e Preconceito", pelo menos uma peça de roupa passou para a minha lista de pedidos à costureira (já passei a fase dos vestidos Twilight) e as ideias para o Carnaval já estão tiradas.

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

"Joanês Editora"

" - Ó mãe, ali naquele amontoado de cenas dos defuntos!
  - O cemitério?
  - Isso!"

Esta criança é um total novo dicionário da língua portuguesa, novas definições a cada virar de esquina.

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

"Vencido está de amor"


Vencido está de amor       Meu pensamento
O mais que pode ser        Vencida a vida,
Sujeita a vos servir e     Instituída,
Oferecendo tudo            A vosso intento.

Contente deste bem,        Louva o momento
Outra vez renovar          Tão bem perdida;
A causa que me guia        A tal ferida,
Ou hora em que se viu      Seu perdimento.

Mil vezes desejando        Está segura
Com essa pretensão         Nesta empresa,
Tão estranha, tão doce,    Honrosa e alta

Voltando só por vós        Outra ventura,
Jurando não seguir         Rara firmeza,
Sem ser no vosso amor      Achado em falta.

                              Luís de Camões

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

3/2017



Título: O leão, a feiticeira e o guarda-roupa
Autor: C.S. Lewis
Pontuação: 5*

"Publicado em 1950, O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa é o segundo volume das célebres crónicas, seguindo-se a O Sobrinho do Mágico, dado a conhecer ao público pela Presença em Abril de 2003. A aventura começa durante a Segunda Guerra Mundial, quando Peter, Lucy, Edmund e Susan são obrigados a sair de Londres e a instalar-se numa pequena cidade em Inglaterra, na casa de um professor solteirão. Enquanto exploram a mansão, Lucy descobre uma passagem secreta muito especial no guarda-fatos do velho professor, que dá acesso a um misterioso mundo...
Uma obra mágica, vencedora do prémio Keith Barker para o Melhor Livro Infantil do Segundo Milénio. Superprodução da Walt Disney Pictures e Walden Media com estreia em Dezembro de 2005."


Para mim...

Desafio de Leitura 2017 - "Livro lido na infância/juventude"

O livro das minhas insónias pouco depois de ter aprendido a ler.
Já devo de o ter lido centenas de vezes e mesmo assim não me canso, transmite sempre uma sensação de aconchego.
Neste momento tenho 6 dos 7 livros da coleção que a Joana também já começou a ler.